Comunicação, Tecnologia

O minuto na UTI: O pagamento de serviços medidos está por um fio.

A internet é ilimitada.

‍Esse conceito, que provocou uma revolução na oferta de serviços, se transformou em um princípio que está enraizado no consumidor, e não há força que possa deter esse movimento. O Spotify está aí para provar.

Tudo aquilo que puder ser virtualizado, será empacotado como serviço de uso ilimitado. Os serviços medidos, sejam cobrados por minutos, Kbps, MB, tempo de conexão etc, só vão durar até o dia em que alguém romper esse modelo. Só é questão de ‘quando’.

As tarifas telefônicas no Brasil sempre foram uma das mais caras do mundo porque nosso modelo de cobrança entre operadoras é realizado por etapas e reflete um momento absolutamente superado. Explica-se: o usuário da operadora A liga para um usuário da operadora B, entre cidades diferentes, utilizando o código de prestadora (CSP) de uma outra operadora C. A quantidade de transações na ligação é uma verdadeira salada: A paga para B, B paga para C, A paga para C, e, finalmente, A e C cobram do cliente. São diversas etapas em uma ligação, que geram despesas em cascata. No final, o consumidor paga a conta de tudo isso reunido.

Esse modelo fazia sentido em um tempo em que todo o tráfego do país passava por cabos metálicos através de centrais tradicionais. Quando a voz passou a trafegar através da internet, esse monstrengo deixou de fazer sentido.

E tudo aquilo que deixa de fazer sentido tem vida curta na internet.

Nos últimos cinco anos as operadoras tradicionais tentaram se adaptar:

  1. Criaram os planos ilimitados para a mesma operadora.
  2. Criaram planos ilimitados para qualquer operadora.
  3. Reduziram as tarifas.

Mas já era tarde. Pagar por serviço medido (ou seja: pagar por minuto) deixou de fazer sentido para o consumidor. As ligações ilimitadas migraram para os APPs.

No primeiro momento, as operadoras espernearam e tentaram taxar os APPs (Whatsapp, Netflix, etc), e agora, frente ao inevitável, oferecem uso ilimitado para os APPs de ligações.

Não há força nem poder econômico que faça isso voltar atrás.

Mas, se isso já é realidade para o consumidor, ainda não o é para as empresas. A internet tem disso: poder de massa é superior ao poder econômico.

As empresas precisam de número de telefone, de PABX, de ramais para os colaboradores e 0800, seja por obrigação legal (lei do SAC), seja por política de atendimento ao cliente. Nesse sentido, parece difícil que APPs venham a substituir os números telefônicos fixos, necessários e/ou obrigatórios para as empresas.

No entanto, tudo isso já está na nuvem. Nos mercados mais maduros, a migração para PABX Cloud já se consolidou, e em poucos anos o PABX tradicional será peça de museu.

No Brasil, com a construção de redes de dados mais robustas e eficientes, além da pulverização geográfica de redes de fibra ótica através de milhares de ISPs, as condições técnicas para virtualização de telefonia corporativa transformam o país na próxima parada para o PABX na nuvem.

No Brasil, esse serviço parece se dividir em dois modelos principais de negócio:

  • O que cobram pelo serviço medido, ou seja, cobram pelas ligações;
  • O que oferece ligações ilimitadas.

A história da internet nos mostra qual deles será o modelo de sucesso. Tarifação e contas telefônicas muito em breve farão parte de práticas superadas assim como a mobilização de recursos e investimentos em infraestrutura, além do próprio PABX.

 

Fonte: blog da iungo.

Read More...

Empreendedorismo, Tecnologia

Automação: o que é? Entenda como pode transformar sua empresa

Você já ouviu falar em automação, certo? Mas você realmente sabe quais são os benefícios dessa ferramenta para a sua empresa? Até pouco tempo atrás eu não sabia, mas, depois que entendi a importância desse recurso, decidi compartilhar com meus leitores algumas informações valiosas, pois todos devem aproveitar essa oportunidade!

A automação consiste em tornar automáticos os processos que controlam e comandam a rotina de uma empresa, a fim de otimizar as atividades. O objetivo é deixá-las mais rápidas e, ao mesmo tempo, eficientes.

Tendo isso em mente, é muito importante que você compreenda como a automação pode transformar a sua empresa. Continue a leitura deste artigo para descobrir mais detalhes sobre o tema.

Quais são os benefícios da automação?

Para te mostrar como é vantajoso a automação na sua empresa, listei os principais benefícios que ela traz. Acompanhe!

Aumento da produtividade

A automação vai ajudar o seu negócio a ampliar a produtividade sem que seja necessário contratar novos funcionários. Isso porque ela ajuda a simplificar os processos, fazendo com que a sua equipe consiga produzir com mais rapidez.

Seu impacto será ainda maior em processos burocráticos e repetitivos, permitindo que todos tenham mais tempo para focar em estratégias ou atividades mais importantes. Consequentemente, a sobrecarga de trabalho dos colaboradores diminuirá, motivando-os a sempre apresentar soluções para determinados problemas.

Redução de custos

A automação também auxilia na redução de custos.  Com ela não é necessário contratar novos funcionários para atender às demandas do negócio.

O mesmo acontece com as despesas relacionadas a papel, impressão entre outros itens administrativos, pois tudo passa a ser feito por meio de um sistema online.

Além disso, com o auxílio da automatização de processos, é possível ter um controle maior sobre o estoque, o que evita que compras em excesso sejam realizadas e elimina a necessidade de fazer aquisições de última hora.

Otimização do fluxo de trabalho

A otimização do fluxo de trabalho ajuda a sua empresa a ter um melhor desenvolvimento e, nesse quesito, a automação só vem a somar. Por meio dela, os processos poderão ser padronizados de uma maneira automática, diminuindo a necessidade de refações — que muitas vezes comprometem o progresso da empresa.

As margens de erro também são reduzidas, facilitando uma tomada de decisão mais eficiente, livre de falhas que possam prejudicar o negócio.

Melhora da qualidade dos serviços prestados

Com uma margem de erro menor, a qualidade dos serviços prestados aumenta. Isso porque a automatização consegue gerar informações precisas sobre o negócio, permitindo que o gestor tenha uma visão mais ampla dos aspectos que têm gerado bons resultados.

Além disso, a tomada de decisão consegue ser baseada em dados concretos. Isso faz com que os investimentos sejam direcionados para os setores corretos, sem comprometer o orçamento da empresa.

Em quais setores a automação pode atuar?

Agora que você já conheceu os benefícios da automação, é importante entender em quais setores ela pode ser implementada. Confira a lista dos principais, a seguir.

Gestão de clientes

Já imaginou como seria bom fazer com que seu cliente não precisasse esperar para ser atendido e como isso poderia melhorar a experiência dele com a sua marca? Pois saiba que a automatização pode ajudá-lo a alcançar esse objetivo!

Isso porque a tecnologia permite que você tenha todos os dados de seus clientes sempre à mão, incluindo o histórico de compras. Logo, é possível fazer uma análise de crédito rápida e criteriosa para possibilitar as futuras compras.

Gestão de contratos

gestão de contratos é uma área muito importante dentro de uma empresa, pois é por meio dela que são estabelecidos os deveres e direitos do empresário, fornecedores, clientes, prestadores de serviços etc.

Por esse motivo, tudo precisa ser feito com máxima eficiência, pois os documentos produzidos vão proporcionar a você um ótimo suporte em casos de ações judiciais. Além disso, poderão livrá-lo de prejuízos em situações de cobranças indevidas.

Nesse sentido, a automatização vem para ajudá-lo a organizar esses documentos. Alguns softwares já oferecem modelos prontos de contratos, fazendo com que você apenas tenha que eliminar ou acrescentar algumas informações.

Gestão de marketing

As campanhas de marketing precisam ser mensuradas, a fim de verificar se elas estão dando o retorno esperado. Nesse sentido, a automação se torna fundamental, pois ela possibilita que você tenha acesso a dados importantes que fazem toda a diferença na hora de planejar novas ações de marketing.

E mais, existem sistemas que criam anúncios automáticos: basta programá-los para serem lançados em determinada data e o sistema se encarrega das próximas etapas. Isso otimiza o tempo da equipe e facilita a criação de novas estratégias.

Gestão comercial

A gestão comercial tem participação direta na rentabilidade e faturamento do negócio. Assim, é importante automatizá-la, pois, dessa forma, será possível ter um controle maior das suas despesas, das vendas e também da tomada de decisões.

Gestão financeira

gestão financeira é a base de qualquer negócio. Na falta dela, todos os setores perecerão, afinal, sem um bom fluxo de receita não há como a empresa pagar suas obrigações. Sendo assim, é importante que você compreenda que a automação pode se tornar uma grande aliada nesse setor.

Existem sistemas que oferecem gráficos e relatórios que facilitam a rotina do gestor financeiro. Ademais, muitos deles emitem alertas com avisos sobre a proximidade da data de vencimento de contas a pagar, evitando que a empresa tenha que arcar com juros e multas desnecessárias por falta de atenção.

Por fim, o fluxo de caixa também é otimizado. Assim, o gestor pode observar gargalos que estão impedindo o crescimento do negócio.

Percebeu como a automação pode beneficiar a sua empresa em todos os setores? Então, o que você está esperando para implementá-la em seu negócio? Saia na frente da concorrência e aproveite ao máximo as vantagens desse recurso!

E se você gostou dessas dicas e quer ter acesso a mais informações sobre o tema, assine a minha newsletter. Assim, você receberá diretamente na sua caixa de entrada outros conteúdos relevantes como este.

Read More...

Empreendedorismo

Empreendedorismo digital: o que é e como entrar nessa tendência?

Você já pensou em empreender com comodidade? Imagine ter o seu próprio negócio e ainda garantir aquele tempinho com a família. Seria um sonho, não é mesmo? No entanto, muitos empreendedores não sabem que isso é possível. Para tanto, basta adotar um simples modelo de negócio: o empreendedorismo digital.

Sabendo disso, no post de hoje, vou trazer para você o conceito desse tipo de negócio, quais vantagens ele oferece e o que é necessário para começar. Continue a leitura e confira!

O que é empreendedorismo digital?

Esse é um conceito que se baseia na estratégia de estruturar um empreendimento focando principalmente no meio digital. Basicamente, isso quer dizer que o modelo de negócio vai oferecer produtos ou serviços pela internet.

Nessa linha, é possível atuar de várias maneiras: desenvolvendo produtos próprios — como material digital, apostilas, cursos, conteúdo etc. —, comercializando mercadorias de terceiros, entre outras opções.

Quais são as principais vantagens dessa estratégia?

Tem custo baixo

O maior beneficio para quem pretende empreender escolhendo esse modelo é que, diferentemente de um empreendimento tradicional, não será necessário investir muito dinheiro para começar o negócio.

O fato de um empreendimento digital não precisar de uma estrutura física complexa, como local para armazenamento, escritórios, máquinas industriais e diversos funcionários, permite que os custos para manutenção sejam reduzidos, e o investimento inicial, mais baixo.

Oferece flexibilidade

Outro aspecto que chama a atenção para esse tipo de negócio é a possibilidade de trabalhar no momento mais favorável e da maneira mais conveniente.

Cada pessoa tem um horário preferido para realizar as suas atividades, assim como uma forma específica de executá-las. Entretanto, em uma empresa comum, você está restrito aos horários predefinidos, assim como aos procedimentos estabelecidos para as tarefas.

Já um negócio digital assegura flexibilidade e uma melhor qualidade de vida ao permitir conciliar a rotina pessoal e o trabalho.

Não sofre com barreiras geográficas

Em negócios tradicionais, muitas vezes o empreendedor fica restrito a negociar com clientes que residam nos arredores da empresa. No entanto, no empreendedorismo digital não há essa barreira geográfica para os negócios. Você pode vender para qualquer lugar do Brasil e, inclusive, do mundo! Com isso, é possível obter um lucro maior.

Proporciona mais oportunidades

A consequência direta de não haver barreiras geográficas é que as possibilidades são muito maiores. Além do mais, os negócios digitais não fecham as portas durante o período da noite, ou mesmo no decorrer de feriados e fins de semana. Com isso, é possível realizar vendas por um período maior de tempo.

Imagine a quantidade de pessoas que existem por aí. Agora, considere que boa parte delas têm ido à internet antes de comprar um produto, e que os próprios buscadores as direcionam para lojas em que é possível encontrar o que estão procurando.

Assim, é possível perceber como um negócio virtual, com credibilidade e bem ranqueado no Google, consegue atrair mais clientes do que uma empresa física pode suportar.

Mas, o que é preciso para ser um empreendedor digital?

Ao decidir empreender pela internet, é fundamental ser muito curioso, isto é, sair em busca de todas as informações necessárias para se tornar um especialista no assunto. Afinal, só assim é possível oferecer algo relevante para a audiência.

Além disso, é preciso ter uma imensa vontade de ajudar as pessoas e resolver seus problemas. Também é essencial gostar de produzir conteúdo e, é claro, sentir-se à vontade com a internet e seu funcionamento.

Quais são os passos para começar?

Escolha um nicho de mercado

Primeiramente, é necessário avaliar o mercado e tentar identificar carências. Todo mercado é amplo e se organiza em segmentos com particularidades e necessidades mais específicas. Assim, é possível que você observe que um determinado serviço não lhe atende da maneira esperada, isto é, que precisa ser melhorado. E é exatamente aí que reside uma oportunidade.

Para facilitar a escolha, você deve listar as habilidades, interesses, assuntos e atividades que domina. Nesse sentido, é importante priorizar as tarefas que você gosta, desse modo, será mais fácil e prazeroso trabalhar. Também é fundamental acompanhar as tendências do mercado e oferecer uma solução certeira para o público que escolhido.

Crie um canal com o cliente

Após determinar um público, você deve selecionar um meio para entrar em contato com ele. Você pode criar um site ou um blog, fazer vídeos para o YouTube, elaborar cursos online ou construir uma loja virtual, por exemplo. O importante é optar pela ferramenta que tenha mais a ver com você e seu cliente.

Vale ressaltar que, ao optar por um blog ou site, é fundamental comprar um domínio, pois isso permite a criação de uma marca exclusiva e evita problemas no futuro.

Conquiste audiência

O passo seguinte é produzir conteúdo relevante, pois assim é possível atrair e conquistar audiência para os seus canais de comunicação. Para isso, você pode contar com o marketing de conteúdo e, assim, assegurar um melhor ranqueamento e mais visibilidade para a sua página.

Essa estratégia consiste em produzir materiais que instruam e esclareçam as dúvidas da sua audiência. Dessa forma, seu negócio ganha credibilidade, e o tráfego do seu canal aumenta, colocando sua página nas primeiras posições do Google.

Uma melhor colocação nos buscadores permite que você seja encontrado mais facilmente por membros do nicho de mercado escolhido. Com isso, você pode obter mais visitas e, consequentemente, um maior número de vendas.

Divulgue seu negócio

De nada adianta realizar as ações anteriores, como escolher um nicho, desenvolver um produto e criar uma página na internet, se as pessoas não sabem da sua existência.

Bons conteúdos podem trazer uma grande visibilidade, contudo, no início, não é fácil conseguir muita audiência. No entanto, existem alternativas para contornar esse problema! Você pode divulgar o seu negócio nas redes sociais ou até mesmo utilizar os anúncios pagos no Google Ads e Facebook Ads para isso. Assim, é possível assegurar que seu empreendimento será visto pelo público e se tornará conhecido.

Ao empreender, é comum se sentir preso às obrigações e não ter tempo para muitas coisas — essa é a realidade da maioria dos empresários. Entretanto, após considerar esses pontos, você será capaz de perceber como o empreendedorismo digital pode oferecer melhor qualidade de vida, maior flexibilidade e, além de tudo, levar o seu negócio para um novo nível. E o melhor: sem a necessidade de um grande investimento.

E então, este post esclareceu o tema empreendedorismo digital? Restou alguma dúvida? Se sim, não perca tempo e deixe um comentário no post. Ficarei feliz em ajudar você!

Read More...

Finanças e Tributos

5 passos e cuidados para um negócio com crescimento saudável

O caminho natural que todo empreendedor deseja seguir é o desenvolvimento do negócio, certo? Mas quantas dicas a gente ouve por aí que falam apenas do sucesso, sem deixar claro as ações práticas para chegar até ele? Por que não se discute sobre crescimento saudável?

É justamente sobre isso que eu falo neste artigo. Reuni 5 passos e cuidados compartilhados por grandes empreendedores que podem servir de inspiração e ajudar você na expansão do seu negócio. Vamos lá?

1. Organize as finanças para um crescimento saudável

O combustível para que seu negócio prospere e renda cada vez mais frutos depende de uma boa gestão financeira. Por isso, o primeiro passo rumo ao crescimento saudável da sua empresa é pulso firme no controle do orçamento.

Olhe com atenção seu fluxo de caixa e verifique se é viável a melhoria da gestão das contas a pagar e receber, ficando sempre de olho na possibilidade de reduzir custos, buscar menores taxas ou até mesmo trocar os prestadores de serviços. É na redução das despesas que você começa a reunir recursos para o crescimento da empresa.

O demonstrativo de resultados é mais uma ferramenta indispensável na organização das finanças. Com ele, você pode acompanhar a saúde financeira do negócio e pensar nos planos de expansão.

2. Adote um software de gestão

Quanto maior a empresa, maiores são as responsabilidades fiscais, financeiras e com a equipe. Já pensou em como pode ser difícil tomar conta de todos esses aspectos só com planilhas e processos manuais?

E aqui vai um conselho amigo: adote o quanto antes um software de gestão. Também conhecida como ERP, essa ferramenta integra em uma única plataforma todos os dados de gerenciamento das atividades do seu negócio.

Isso gera mais praticidade nas rotinas administrativas. Portanto, o software contribui diretamente para redução de custos, maior produtividade e cumprimento dos prazos, além de melhorar a tomada de decisões a partir de dados precisos. Resumidamente, é o passo certo rumo ao crescimento saudável.

3. Invista no capital humano

Dinheiro e tecnologia são recursos indispensáveis na expansão dos negócios, mas eles não valem muito se você ainda comete erros na gestão de pessoas. Propor metas impraticáveis e não ouvir o que a equipe tem a dizer sobre as rotinas de trabalho adotadas são apenas alguns dos problemas que podem comprometer os planos de crescimento saudável.

Sendo assim, invista na capacitação da equipe, valorize aqueles profissionais que estão ao seu lado desde o início e mantenha um canal de diálogo aberto para críticas e sugestões. Considere ainda a possibilidade de contratação para cargos necessários rumo à expansão da empresa.

4. Cultive o bom relacionamento com o cliente

Se você não conhece os gostos e o perfil dos seus clientes, então sugiro que comece uma pesquisa agora mesmo. São eles que transformam a dinâmica do mercado e ditam as necessidades que o seu negócio precisa suprir.

Além disso, não se esqueça de manter um serviço de excelência e oferecer canais de atendimento para que esses clientes possam opinar sobre sua empresa.

5. Capriche nas estratégias de marketing

O crescimento saudável também precisa de um bom plano de marketing pensado em larga escala. Por isso, avalie sua marca e faça com que ela represente as estratégias e ações de expansão da sua empresa, mantendo sempre a boa reputação dos produtos e serviços oferecidos.

E como anda a responsabilidade social do seu negócio? Ainda não tem uma estratégia nesse sentido? Esse tipo de ação melhora a imagem da sua empresa e atrai a simpatia do mercado e do público consumidor, que tendem a escolher empresas que apoiam causas sociais.

Gostou das minhas dicas? Tenho certeza que com esses 5 passos e cuidados você certamente vai conquistar o crescimento saudável do seu negócio. Posso dar um último conselho? Assine minha newsletter e acompanhe todas as dicas e histórias que eu compartilho por lá. Nos vemos em breve!

Read More...

Tecnologia

Tecnologia na nuvem: veja agora os 4 benefícios para o seu negócio

Se antes o uso da tecnologia era adotado apenas por grandes empresas, hoje ela deve fazer parte de qualquer empreendimento. Entre os recursos mais adotados e que pode trazer mais benefícios para o seu negócio está a tecnologia na nuvem, também conhecida como cloud computing ou computação na nuvem.

Mas por que tantos empreendedores têm adotado a tecnologia na nuvem e como ela pode ajuda-lo a resolver os desafios da rotina do seu negócio? Hoje irei te ajudar a resolver todas as suas dúvidas e, claro, trazer os principais benefícios da computação em nuvem. Venha conferir!

Tecnologia na nuvem, o que isso quer dizer?

Resumidamente, podemos falar que a tecnologia na nuvem se refere ao uso de serviços (arquivos, programas ou recursos de computação) a partir de informações que estão armazenadas em um servidor conectado à internet.

Parece complicado, eu sei, mas você já utiliza este serviço sem saber. Afinal, quando você atualiza seus dados em sua rede social, está fazendo uso da tecnologia em nuvem. Até mesmo verificando o saldo bancário da empresa via bankfone, lá está o cloud computing.

Quais os benefícios da computação em nuvem?

Vamos ao que interessa? Veja agora os 4 benefícios que esse serviço traz para seu negócio.

1. Redução de despesas

Começo a lista de vantagens falando da economia que a tecnologia na nuvem traz para as pequenas e médias empresas. Primeiro, você paga pelo serviço que utiliza porque existem programas totalmente flexíveis para o seu negócio.

Outro ponto importante é que acaba a necessidade de compra de hardwares para instalar, adquirir licenças e configurar os serviços. Ao implementar a tecnologia na nuvem em seu negócio, sua empresa “aluga” o hardware necessário, com acesso aos últimos recursos de tecnologia a um custo bastante acessível.

Como resultado, sua empresa também economiza espaço, consumo de energia e outros requisitos de TI. Isso sem falar na diminuição de despesas com instalação, manutenção de hardware, atualização e suporte. Se você juntar todos esses custos, perceberá a economia inestimável que a tecnologia em nuvem oferece.

2. Mais segurança no armazenamento de dados

Só quem já perdeu ou teve problemas com um computador sabe da importância de um backup seguro. E pior que o risco de perder um equipamento é a perda de dados confidenciais e estratégicos do seu negócio.

O cloud computing é uma excelente maneira de evitar esse problema. Afinal, com os seus dados armazenados na nuvem, eles podem ser acessados não importa o que aconteça com os computadores de sua empresa.

Existe um trabalho constante das empresas que prestam o serviço na nuvem em relação à segurança dos dados, com o uso de certificados de segurança e criptografias. Sendo assim, você pode dar adeus àquele desespero de não ter feito backup dos seus arquivos mais importantes.

3. Maior integração da equipe

Quanto maior o número de funcionários colaborando em um único documento, então maior é o risco de haver alguma confusão, especialmente se vocês ainda trabalham enviando arquivos anexados de um e-mail para o outro.

Quando sua empresa migra para a computação em nuvem, todos os arquivos ficam centralizados em um único ambiente. Maior visibilidade leva a uma melhor colaboração e agilidade na resolução de problemas. Mais uma prova de que a tecnologia é importante também para o andamento das rotinas da sua empresa e para o melhor desempenho de sua equipe.

4. Mais flexibilidade

Outro benefício da nuvem é acessar aos arquivos e informações da empresa de qualquer dispositivo e lugar, a qualquer momento.

Assim, a computação em nuvem permite a criação de arranjos flexíveis de colaboração, como o trabalho remoto. Mas a nuvem não é útil apenas para o trabalho fora da empresa, como também torna mais fácil o trabalho dos empreendedores na gestão de seus negócios.

Depois de ver alguns dos benefícios que a tecnologia na nuvem traz para o seu negócio, aposto que você não vê a hora de aderir a ela agora mesmo, certo? Entre em contato conosco e encontre a solução perfeita para sua empresa!

Read More...