Segurança, Tecnologia

Invasão de sites: saiba quais os impactos de ser hackeado

Invasões de sites acontecem diariamente em todo o mundo e a todo instante. Pensando nisso, quero te fazer uma pergunta: como estão as políticas de segurança da sua empresa? O que você tem feito para evitar os ataques cibernéticos? Sua senha é segura?

Ainda não pensou sobre o assunto? Tudo bem, hoje vou falar sobre os impactos de ser hackeado, os prejuízos que as falhas de segurança podem trazer para o seu negócio e, claro, o que você precisa fazer para proteger sua empresa. Vamos lá?

Nenhum negócio está imune aos ataques virtuais

Há muita gente que pensa que basta manter o antivírus atualizado para garantir a segurança das informações, mas não é bem assim. Prova disso é a longa lista de grandes empresas que perderam fortunas por causa de ataques hackers.

A CSO, que fornece consultoria para profissionais de segurança em TI, lançou uma lista com os 17 maiores roubos de dados que aconteceram até agora. O ranking não se baseia na quantidade de dados roubados, mas nos riscos e prejuízos que as invasões a sites causaram às empresas. E o mais surpreendente é que, na maioria dos casos, mesmo as senhas protegidas por criptografia não foram o bastante para evitar os ataques.

No primeiro lugar da lista está o Yahoo! (hoje, Altaba), que em 2016 anunciou ter sido vítima do maior roubo de dados da história. Entre 2013 e 2014 a empresa sofreu ataques que afetaram 3 bilhões de contas de usuários, expondo informações como nome, datas de nascimento, endereços e até senhas.

Já em 2014, o banco JPMorgan Chase teve dados violados de 76 milhões de contas domésticas e de 7 milhões de contas de pequenas empresas. Ao invadirem o site, além de ter acesso aos dados dos correntistas, os hackers conseguiram realizar algumas operações, como transferência de fundos e fechamento de contas. E sabe qual o valor investido pela empresa em segurança? US$250 milhões ao ano!

Não se engane pensando que o seu negócio não deve ser tão visado quanto os grandes. Nenhuma empresa está protegida dos ataques cibernéticos e, portanto, todo cuidado é pouco.

As 4 invasões de sites mais comuns

Agora que você já sabe da importância de pensar na segurança dos dados de sua empresa, vou mostrar os 4 ataques mais comuns. Fique atento e evite cair em ciladas.

1. Ataques silenciosos

Os dispositivos de segurança têm se tornado mais resistentes aos malwares e vírus. Por outro lado, isso fez com que os hackers também aprimorassem os ataques. Para você ter uma ideia, esses criminosos conseguem modificar os arquivos maliciosos para evitar a detecção dos sistemas de segurança.

Esse recurso é utilizado pelos invasores para descobrir as vulnerabilidades do site. Eles entram na rede e, a partir daí, podem acessar todas as informações do negócio.

2. Ataques ao SSL/TLS

Talvez você não saiba, mas o Secure Socket Layer (SSL) e o Transport Layer Security (TLS) são protocolos de segurança que criam um canal criptografado entre o servidor e o navegador para garantir que todos os dados transmitidos sejam protegidos.

Proteção que os hackers se empenham em quebrar para atacar os dados das empresas. Eles conseguem se esconder no meio desse tráfego criptografado porque sabem que muitos negócios não contam com os recursos necessários para inspecionar o SSL e o TLS.

3. Ataques ao DNS

Você e eu utilizamos o DNS o tempo inteiro. Quando você digita “Guia Empreendedor” em seu navegador, é o servidor DNS que faz a associação entre o nome digitado e o endereço da página. Mas você sabia que os criminosos conseguem “envenenar” os servidores e que isso pode trazer muitos prejuízos?

Os hackers invadem os dados de acesso do usuário e começam a redirecionar as páginas e as informações que ele mantém na internet para um outro endereço. O problema é que muitas vezes a pessoa nem sabe que o DNS está infectado e continua a usar a internet e seu site sem problemas.

4. Ataque com sequestro

Esse tipo de ataque criminoso ocorre por meio do ransomware, um tipo de vírus que se infiltra na rede, encontra todos os dados importantes da empresa e cria um bloqueio de acesso por meio de códigos de criptografia, sequestrando esses dados.

Os criminosos colocam um valor de resgate, normalmente em criptomoeda, a fim de que o usuário possa recuperar seus dados. Para se ter uma ideia, Crysys é o nome do novo ransomware que tem atacado as empresas aqui no Brasil — ele se espalha via mensagem eletrônica.

5 melhores práticas para proteger seu negócio dos hackers

Eu sei que o cenário parece um pouco assustador e que os prejuízos podem ser irreversíveis. Ainda assim, existem cuidados básicos para proteger seu negócio dos crimes virtuais. Selecionei aqui 5 deles. Confira!

1. Suspeite de aplicativos, sites e e-mails

Sempre desconfie de tudo que você acessar ou receber pela internet, porque uma das maneiras utilizadas pelos criminosos para invadir sites é o phishing. Ele aparece em mensagens de e-mails, em anúncios virtuais e até em alguns programas.

Por isso, tenha muita atenção ao abrir mensagens ou sites que não são tão conhecidos. Além disso, evite fazer o download de links não verificados.

2. Aumente o nível de segurança da rede interna

As redes Wi-Fi se tornaram outro ponto de entrada para os criminosos acessarem computadores, contas e sites.

Se você oferece Wi-Fi para os clientes, o ideal é manter uma rede apenas para uso da empresa. Também é fundamental usar serviços de gestão e segurança da internet e instalar servidores de firewall para proteger o acesso da rede interna.

3. Use um bom programa antivírus

Eu disse que nem mesmo esses programas estão imunes às invasões, certo? Imagine, então, a vulnerabilidade da empresa que nem ao menos conta com um antivírus?

A maioria dos bons programas tem conseguido identificar a existência de vírus antes mesmo de um download. Além disso, os antivírus ajudam a bloquear a instalação de arquivos desconhecidos que podem roubar os dados do negócio.

4. Realize o backup dos seus arquivos periodicamente

Faça um levantamento das informações mais importantes do seu negócio e não deixe esses arquivos apenas no computador da empresa.

Uma ótima opção é a computação em nuvem, que garante a segurança no armazenamento de dados e é uma excelente maneira de evitar comprometer seus dados em casos de ataques cibernéticos. E não se esqueça de manter a atualização dos softwares em dia!

5. Alerte a equipe

Você sabia que o fator humano é apontado como uma das maiores brechas para os ataques virtuais? Afinal, não adianta instalar os sistemas de segurança mais sofisticados, se as pessoas que lidam com as ferramentas não estiverem atentas aos possíveis riscos.

Por isso, reúna a equipe e deixe claro os perigos do mau uso da internet e dos equipamentos. Oriente, ainda, sobre a importância de não compartilhar informações confidenciais ou trocar e-mails suspeitos.

Invasões de sites é um assunto sério e merece muita atenção, não é mesmo? Então, se você quiser saber um pouco mais sobre o assunto, dê uma olhada nos riscos e consequências dos crimes virtuais para as PMEs? Boa leitura e até a próxima!

Read More...

Empreendedorismo, Tecnologia

Tecnologia para empreendedores: conheça as principais ferramentas!

Você sabe como a tecnologia pode contribuir para o seu negócio? Atualmente, empreender exige alta capacidade de inovação, além de produtividade máxima. Afinal, só assim é possível se manter competitivo e não ser engolido pela concorrência.

Contudo, muitos empreendedores não percebem o auxílio que as ferramentas tecnológicas podem oferecer para que suas empresas se desenvolvam e cresçam plenamente. E mesmo aqueles que conhecem a importância dos softwares se deparam com a mesma dúvida: quais ferramentas utilizar?

Nesse post resolvi falar sobre a tecnologia para empreendedores e como ela pode caminhar junto com o seu negócio. Ao final, deixo algumas dicas de ferramentas que você pode utilizar na sua empresa. Continue lendo e confira!

Qual é a contribuição da tecnologia para os empreendedores?

Muitos empreendedores não sabem, mas a desorganização, a burocracia e, consequentemente, a baixa produtividade têm minado muitos negócios por aí.

Os colaboradores perdem boa parte do expediente de trabalho em procedimentos administrativos. Com isso, horas que poderiam render lucro são desperdiçadas todos os dias. Ao considerar um ano, o empreendedor deixa de ganhar dinheiro nos vários dias aos quais esse tempo corresponde. E, para piorar, gasta ainda mais para contratar uma mão de obra que resolva essas burocracias.

É complicado realizar ações essenciais de um negócio — como elaborar um planejamento estratégico, fazer o controle de estoque e definir o orçamento — apenas com a ajuda do Excel.

Por outro lado, as ferramentas tecnológicas automatizam as atividades, e reduz a perda de tempo, aumenta a produtividade, simplifica as atividades e ainda diminui os erros. Dessa forma, é possível obter diferencial competitivo e levar a empresa para outro nível.

Quais são as principais ferramentas?

Wix

Essa é a solução da tecnologia perfeita para quem deseja criar uma página, mas não sabe por onde começar. O Wix é uma plataforma voltada para a construção de sites com tudo o que você precisa para desenhar o seu próprio website de forma simples, gratuita e totalmente personalizável.

Funcionalidades

A ferramenta permite a elaboração de um site ou blog por meio de um editor intuitivo — sem a necessidade de conhecimentos em programação. Basta, apenas, arrastar e soltar os componentes.

Ela oferece ainda uma hospedagem segura e um domínio sem custos, além de disponibilizar mais de 500 templates prontos para servir de base.

Outras possibilidades é a construção de lojas virtuais e o desenvolvimento de aplicativos móveis para o negócio. Por meio da plataforma seu empreendimento consegue receber pagamentos, gerenciar os pedidos e administrar as entregas.

O Wix também permite realizar uma análise completa do tráfego do seu site, monitorando o número de visitantes, a origem dos acessos, entre outros aspectos.

Passos para criar um site utilizando o Wix

 

Como criar site gratis

 

Se você não sabe como criar um site grátis, a plataforma disponibiliza diversos tutoriais. A seguir, confira as principais etapas.

1 Defina um objetivo

Antes de criar um site ou blog, é importante definir o objetivo dessa estratégia. Para isso, faça perguntas como: o propósito é realizar vendas, gerar leads ou fortalecer a marca da empresa?

Com base nas respostas, reflita sobre o que não poderá faltar em sua página.

2 Escolha um visual

Explore a aba de templates do Wix e busque elementos que atendam seus objetivos. A plataforma permite elaborar um modelo do zero ou compor uma página por meio de esquemas prontos.

3 Crie conteúdos

Após concluir a etapa anterior, desenvolva materiais relevantes para o seu público-alvo, como blogposts, infográficos, e-books, entre outros. Utilize as imagens disponíveis na ferramenta e adicione botões para convidar o visitante a realizar alguma ação dentro de sua página, como seguir o perfil da empresa nas redes sociais, baixar um conteúdo etc.

4 Integre sua página às redes sociais

Experimente adicionar uma barra com os ícones das principais redes sociais. Desse modo, os usuários poderão compartilhar os conteúdos da sua página nas redes, contribuindo para a visibilidade do seu negócio.

5 Otimize o SEO

O Wix SEO Wiz é mais um recurso extremamente útil oferecido pela plataforma. Ele informa ações necessárias para melhorar o ranqueamento das páginas junto às ferramentas de pesquisa.

Google Adwords e Facebook Ads

Se o conteúdo do seu negócio ainda não está nas primeiras páginas do Google — ou até está, porém você quer uma exposição maior —, a tecnologia de anúncios pagos pode ser uma boa alternativa.

Ao contratar esse tipo de serviço por meio do Google AdWords ou Facebook Ads, é possível garantir que suas páginas sempre estejam em locais de destaque nos buscadores e nas redes sociais.

Além disso, você consegue segmentar a exposição dos anúncios, a fim de que eles apareçam mais para pessoas com o perfil que sua empresa procura.

LeadLovers

Após atrair pessoas para os seus conteúdos, é importante manter um relacionamento próximo. Com isso, é possível fidelizar a clientela atual e encaminhar aqueles contatos interessados para as etapas seguintes, a fim de que o desejo de fazer negócios com sua empresa seja fortalecido.

Para isso, uma ótima ferramenta é o LeadLovers. Com ela você pode aumentar as vendas automatizando sua estratégia de marketing digital.

Nela, você encontrará diversos recursos que facilitarão as ações dessa área, como criar páginas, elaborar e-mails personalizados e segmentá-los — inclusive, é possível identificar quais foram abertos.

E mais: esse tipo de ferramenta possibilita o envio automatizado de SMS, integração com diversos outros serviços — como os de pagamento —, criação de área de membros, cursos e até chats.

Pipedrive

Não adianta atrair pessoas para o seu site, conseguir o e-mail ou o telefone delas e contratar ferramentas para automatizar as mensagens, se você não mantiver um controle organizado sobre a etapa do processo na qual cada uma delas se encontra. Afinal, com o crescente volume de clientes e interações, torna-se difícil manter uma boa comunicação.

Para gerenciar o relacionamento com o consumidor, por meio da organização das informações e atividades, é importante usar um software de gestão de vendas, como o Pipedrive.

A ferramenta facilita a visualização do processo de vendas e melhora a eficiência na gestão das atividades comerciais. Com isso, é possível oferecer uma abordagem mais agradável, personalizada e com maior probabilidade de fechar a compra.

GestãoClick

Para que um negócio possa crescer de maneira sólida, além de se preocupar com ferramentas que contribuam com o marketing e vendas, como as já citadas, é fundamental encontrar plataformas que facilitem a gestão da empresa como um todo.

Um software de gestão empresarial, como o GestãoClick, permite que você controle, em um só lugar, a administração de vários setores do negócio, como o financeiro, o de vendas, o de compras etc. — todos reunidos de forma simples e intuitiva.

Com um instrumento desse tipo, você pode cadastrar os seus produtos, serviços, clientes e fornecedores. A ferramenta executa automaticamente os processos, de modo que, ao realizar uma venda, a quantidade de produtos registrada no estoque é reduzida, assim como é gerada uma conta a receber no setor financeiro e assim por diante.

Outras funcionalidades são:

  • existência de um módulo de vendas no balcão, que permite uma venda mais fluida;
  • emissão de notas fiscais;
  • geração de etiquetas, relatórios e boletos.

Dessa forma, se torna muito mais simples conhecer, organizar e direcionar todos os setores do negócio, pois, com uma única ferramenta, você pode saber o que está acontecendo em cada departamento.

Atualmente, existem sites que reúnem ferramentas de tecnologia para empreendedores. Você pode acessá-los, selecionar o departamento que deseja melhorar e, a partir disso, escolher uma das opções disponíveis. E mais: elas podem ser testadas gratuitamente por um determinado período.

Acelerar o desenvolvimento da empresa é um desafio para qualquer empreendedor, por isso, muitos buscam instrumentos que possam auxiliá-los. Afinal, a profissionalização e o crescimento de um negócio estão interligados a essas ferramentas.

É normal que você não conheça todas as soluções disponíveis e como elas podem ajudá-lo. No entanto, espero que com essas dicas você tenha entendido um pouco mais sobre a importância da tecnologia para empreendedores, pois, por meio dela, você poderá levar o seu negócio a um novo patamar.

E para se manter atualizado sobre as novidades do mercado, siga meu perfil nas redes sociais. Você pode me encontrar no LinkedInFacebookTwitter e YouTube!

Read More...

Empreendedorismo, Tecnologia

Automação: o que é? Entenda como pode transformar sua empresa

Você já ouviu falar em automação, certo? Mas você realmente sabe quais são os benefícios dessa ferramenta para a sua empresa? Até pouco tempo atrás eu não sabia, mas, depois que entendi a importância desse recurso, decidi compartilhar com meus leitores algumas informações valiosas, pois todos devem aproveitar essa oportunidade!

A automação consiste em tornar automáticos os processos que controlam e comandam a rotina de uma empresa, a fim de otimizar as atividades. O objetivo é deixá-las mais rápidas e, ao mesmo tempo, eficientes.

Tendo isso em mente, é muito importante que você compreenda como a automação pode transformar a sua empresa. Continue a leitura deste artigo para descobrir mais detalhes sobre o tema.

Quais são os benefícios da automação?

Para te mostrar como é vantajoso a automação na sua empresa, listei os principais benefícios que ela traz. Acompanhe!

Aumento da produtividade

A automação vai ajudar o seu negócio a ampliar a produtividade sem que seja necessário contratar novos funcionários. Isso porque ela ajuda a simplificar os processos, fazendo com que a sua equipe consiga produzir com mais rapidez.

Seu impacto será ainda maior em processos burocráticos e repetitivos, permitindo que todos tenham mais tempo para focar em estratégias ou atividades mais importantes. Consequentemente, a sobrecarga de trabalho dos colaboradores diminuirá, motivando-os a sempre apresentar soluções para determinados problemas.

Redução de custos

A automação também auxilia na redução de custos.  Com ela não é necessário contratar novos funcionários para atender às demandas do negócio.

O mesmo acontece com as despesas relacionadas a papel, impressão entre outros itens administrativos, pois tudo passa a ser feito por meio de um sistema online.

Além disso, com o auxílio da automatização de processos, é possível ter um controle maior sobre o estoque, o que evita que compras em excesso sejam realizadas e elimina a necessidade de fazer aquisições de última hora.

Otimização do fluxo de trabalho

A otimização do fluxo de trabalho ajuda a sua empresa a ter um melhor desenvolvimento e, nesse quesito, a automação só vem a somar. Por meio dela, os processos poderão ser padronizados de uma maneira automática, diminuindo a necessidade de refações — que muitas vezes comprometem o progresso da empresa.

As margens de erro também são reduzidas, facilitando uma tomada de decisão mais eficiente, livre de falhas que possam prejudicar o negócio.

Melhora da qualidade dos serviços prestados

Com uma margem de erro menor, a qualidade dos serviços prestados aumenta. Isso porque a automatização consegue gerar informações precisas sobre o negócio, permitindo que o gestor tenha uma visão mais ampla dos aspectos que têm gerado bons resultados.

Além disso, a tomada de decisão consegue ser baseada em dados concretos. Isso faz com que os investimentos sejam direcionados para os setores corretos, sem comprometer o orçamento da empresa.

Em quais setores a automação pode atuar?

Agora que você já conheceu os benefícios da automação, é importante entender em quais setores ela pode ser implementada. Confira a lista dos principais, a seguir.

Gestão de clientes

Já imaginou como seria bom fazer com que seu cliente não precisasse esperar para ser atendido e como isso poderia melhorar a experiência dele com a sua marca? Pois saiba que a automatização pode ajudá-lo a alcançar esse objetivo!

Isso porque a tecnologia permite que você tenha todos os dados de seus clientes sempre à mão, incluindo o histórico de compras. Logo, é possível fazer uma análise de crédito rápida e criteriosa para possibilitar as futuras compras.

Gestão de contratos

gestão de contratos é uma área muito importante dentro de uma empresa, pois é por meio dela que são estabelecidos os deveres e direitos do empresário, fornecedores, clientes, prestadores de serviços etc.

Por esse motivo, tudo precisa ser feito com máxima eficiência, pois os documentos produzidos vão proporcionar a você um ótimo suporte em casos de ações judiciais. Além disso, poderão livrá-lo de prejuízos em situações de cobranças indevidas.

Nesse sentido, a automatização vem para ajudá-lo a organizar esses documentos. Alguns softwares já oferecem modelos prontos de contratos, fazendo com que você apenas tenha que eliminar ou acrescentar algumas informações.

Gestão de marketing

As campanhas de marketing precisam ser mensuradas, a fim de verificar se elas estão dando o retorno esperado. Nesse sentido, a automação se torna fundamental, pois ela possibilita que você tenha acesso a dados importantes que fazem toda a diferença na hora de planejar novas ações de marketing.

E mais, existem sistemas que criam anúncios automáticos: basta programá-los para serem lançados em determinada data e o sistema se encarrega das próximas etapas. Isso otimiza o tempo da equipe e facilita a criação de novas estratégias.

Gestão comercial

A gestão comercial tem participação direta na rentabilidade e faturamento do negócio. Assim, é importante automatizá-la, pois, dessa forma, será possível ter um controle maior das suas despesas, das vendas e também da tomada de decisões.

Gestão financeira

gestão financeira é a base de qualquer negócio. Na falta dela, todos os setores perecerão, afinal, sem um bom fluxo de receita não há como a empresa pagar suas obrigações. Sendo assim, é importante que você compreenda que a automação pode se tornar uma grande aliada nesse setor.

Existem sistemas que oferecem gráficos e relatórios que facilitam a rotina do gestor financeiro. Ademais, muitos deles emitem alertas com avisos sobre a proximidade da data de vencimento de contas a pagar, evitando que a empresa tenha que arcar com juros e multas desnecessárias por falta de atenção.

Por fim, o fluxo de caixa também é otimizado. Assim, o gestor pode observar gargalos que estão impedindo o crescimento do negócio.

Percebeu como a automação pode beneficiar a sua empresa em todos os setores? Então, o que você está esperando para implementá-la em seu negócio? Saia na frente da concorrência e aproveite ao máximo as vantagens desse recurso!

E se você gostou dessas dicas e quer ter acesso a mais informações sobre o tema, assine a minha newsletter. Assim, você receberá diretamente na sua caixa de entrada outros conteúdos relevantes como este.

Read More...

Segurança, Tecnologia

Desvende 5 mitos sobre backup de dados na nuvem

Toda vez que uma nova tecnologia surge, ela vem com um pouco de desconfiança. Lembro quando lançaram o internet banking? Quem diria que hoje a gente até usa o smartphone e o relógio para pagar as compras? Agora as suspeitas da vez são sobre o backup de dados na nuvem.

Apesar de inúmeros benefícios para as empresas que sabem dos riscos da falta de backup, ainda há uma série de equívocos que inibem o uso dessa importante ferramenta. Para acabar com as suas dúvidas sobre o assunto, selecionei 5 mitos sobre o backup de dados na nuvem. Confira!

1. O backup de dados na nuvem não é seguro

Toda empresa zela pela segurança das informações, já que ninguém quer ver por aí os dados da organização circulando livremente, não é mesmo? Se essa é sua maior preocupação, pode ficar tranquilo.

A gente costuma guardar as informações no computador local e acha que está protegido, mas muitas vezes não tomamos nenhuma medida de segurança. Já as empresas que oferecem o backup de dados na nuvem contam com uma série de ferramentas que garantem a segurança das informações, como a criptografia avançada.

2. Apenas grandes empresas fazem backup de dados na nuvem

Ainda ouço pessoas por aí dizendo que a computação em nuvem é uma tecnologia que serve apenas para grandes empresas. Outro mito que eu desmascaro aqui.

Realizar o backup de dados na nuvem é uma medida de segurança de informações que vale para todos os tipos e tamanhos de negócio, inclusive para as pequenas e médias empresas. Isso sem falar que, com os dados na nuvem, você pode acessá-los de onde quiser sempre que necessário.

3. Backup de dados na nuvem é um serviço caro

Esse mito foi caindo por terra aos poucos. No início, os custos para a contratação do backup na nuvem eram mesmo altos, mas, felizmente, o serviço hoje é mais acessível. A grande vantagem é que a oferta de empresas no ramo trouxe não só uma diminuição de custos, mas uma qualidade ainda maior do serviço.

O que vale mais? Investir em segurança dos dados ou arcar com os gastos de um problema de backup no seu HD?

4. O backup de dados na nuvem é uma tarefa complexa

Você faz backup no HD porque acha que na nuvem é complexa?

Pois saiba que existem serviços de backup muito fáceis de instalar, configurar e administrar. Não é preciso ser um especialista em TI para conseguir desfrutar do sistema.

5. O uso do backup de dados na nuvem é muito demorado

O backup e a restauração dos dados dependem de duas coisas: tamanho dos dados e conexão com a internet. Então, se você decide enviar à nuvem muitos gigabytes ao mesmo tempo, é preciso que sua conexão com a internet seja de alta velocidade.

Mas é bom deixar claro que os serviços de computação em nuvem não limitam sua velocidade na hora em que você baixa os arquivos armazenados. Eles podem até disponibilizar a entrega de dados sem que você precise realizar o download.

Espero ter ajudado você a desvendar estes 5 mitos sobre backup de dados na nuvem. E por falar em tecnologia, descubra também como um sistema de gestão pode ajudar no controle fiscal de sua empresa.

Read More...

Destaque, Tecnologia

3 pontos a considerar na hora de escolher um software para PME

Você já parou para se perguntar quais são os pontos que devem ser considerados na hora de escolher um software de gestão para PME? Será que você sabe o que é importante e o que vai fazer a diferença para a sua pequena ou média empresa?

Neste post eu vou ajudá-lo a responder essa pergunta, mostrando algumas características que você deve observar para escolher um bom software. Vamos lá?

1. Entenda a sua empresa

Antes de mais nada, é preciso que você entenda o seu negócio, ou seja, conheça a fundo o setor em que você atua, saiba qual é o tamanho exato da sua empresa e o volume de suas atividades.

Além disso, é necessário também que você compreenda o momento em que você está e aonde pretende chegar. Com base nesses dados, você poderá começar a definir qual é o melhor sistema para a sua organização.

Eu posso afirmar que, com essas informações em mãos, você já tem meio caminho andado, pois elas representam boa parte das características da sua organização.

Assim, será possível definir quais módulos serão necessários e escolher entre as diferentes formas de integração, relatórios e demonstrações que precisarão ser geradas e enviadas ao governo e outros órgãos.

2. Conheça as suas necessidades

Além de conhecer a sua empresa, recomendo que você entenda exatamente quais são as suas necessidades como gestor.

De nada adianta ter em mãos um excelente software com múltiplas funções se você não utilizar esses dados para nada. Portanto, é preciso compreender como funciona o seu cotidiano gerencial.

Comece analisando, por exemplo, se você precisa acompanhar de perto o fluxo de caixa (que é uma ótima ferramenta financeira e de gestão) e de que maneira quer observar os custos da empresa.

Com base nessas informações, fica mais fácil definir qual o tipo de sistema mais adequado e útil às necessidades do seu negócio e às suas demandas como gestor.

3. Saiba mais sobre o software para PME

Uma boa dica que posso dar é pesquisar diferentes softwares e tentar entender o que eles oferecem como diferencial.

Lembre-se de considerar o custo-benefício, mas também leve em conta a praticidade, o suporte e a usabilidade do sistema. É muito importante que ele tenha uma linguagem acessível a todos os seus colaboradores e que seja fácil de operar.

Outro ponto que eu recomendo verificar é o atendimento da empresa desenvolvedora. Essa questão é essencial no caso de alguma dúvida ou se você precisar de suporte.

A segurança dos dados também é uma questão a considerar na escolha do software para PME, já que você quer garantir que os dados de sua empresa estejam sempre seguros e acessíveis.

Neste post, eu mostrei que é preciso conhecer várias características da sua empresa e da sua gestão para optar por um software para PME. Essa é uma decisão muito importante para o futuro da sua organização, portanto siga minhas dicas e escolha com sabedoria!

Se ficou alguma dúvida ou se você quer conhecer soluções tecnológicas para a gestão do seu negócio, que tal entrar em contato conosco?

Read More...

#ClicoResponde, Destaque

Conheça os benefícios de um sistema integrado de gestão

A tecnologia se espalhou em todos os ramos da sociedade. É claro que, no meio empresarial, não seria diferente. Hoje, podemos ver o uso de softwares e sistemas em todo tipo de empresa, de pequenos negócios locais a multinacionais. Pode-se dizer que esse tipo de solução deixou de ser um diferencial e passou a ser uma obrigação para qualquer tipo de organização.

Muitos, no entanto, ainda desconhecem o potencial das ferramentas de gestão e, por esse motivo, acabam permanecendo com processos manuais e ineficientes. O resultado é a perda na produtividade do negócio, é claro.

Para que você se convença de que precisa entrar de uma vez nessa nova era, resolvi trazer, neste post, os benefícios de um sistema integrado de gestão. Confira!

Garanta a produtividade

Em primeiro lugar, um sistema integrado de gestão pode fazer muito pela produtividade do seu negócio, uma vez que os processos manuais, mais lentos, representam também a possibilidade de que surjam os gargalos de produção, ou seja, tarefas que levam a empresa ao retrabalho ou a desperdiçar recursos.

Para que a sua equipe produza em níveis competitivos no mercado atual, ela precisa das ferramentas necessárias para isso. A automação, portanto, é a alternativa para garantir a otimização da produtividade.

Reduza os custos

Outro grande benefício do sistema integrado de gestão é a redução de custos do negócio. Em primeiro lugar, é bom lembrar que os sistemas internos reduzem a necessidade de mão de obra na empresa, o que significa um corte de gastos expressivo, principalmente quando consideramos todos os custos agregados, como os demissionais, os relacionados aos treinamentos internos, entre outros.

Além disso, como mostrei, com a redução dos gargalos de produção você evita o desperdício de recursos da sua empresa, ou seja, otimiza todo o capital do negócio. Assim, pode direcionar os recursos com muito mais facilidades.

Otimize a tomada de decisão

Durante o planejamento estratégico do negócio, o gestor precisa definir metas e objetivos, além de traçar os planos de ação. Para isso, precisa avaliar tanto o ambiente interno quanto o ambiente externo. A dificuldade encontrada pela maioria dos gestores é reunir os dados necessários para fazer esse tipo de análise.

Claro que, com o software de gestão, você consegue fazer um levantamento de dados muito mais acurado e organizado, o que reverte em melhoria significativa na tomada de decisão. Afinal, você ganha em dinamismo e em fidedignidade.

Melhore o monitoramento

Por fim, os softwares de gestão podem ajudá-lo a melhorar muito o monitoramento das atividades da sua empresa, uma vez que, com eles, é possível acompanhar cada processo por meio de indicadores em tempo real.

Além disso, os sistemas são atualizados à medida que novas informações são coletadas, o que garante ao gestor um olhar acurado do seu negócio em qualquer momento que queira fazer uma avaliação do desempenho da empresa. Essa é a base, inclusive, para melhorar o planejamento estratégico do seu negócio.

Gostou do post de hoje? Então assine agora mesmo a nossa newsletter e fique por dentro de muito mais novidades!

Read More...