Clico Responde: como um vendedor ambulante pode se regularizar?

Clico Responde: como um vendedor ambulante pode se regularizar?

Se a remuneração anual for de até R$ 60 mil, o MEI é uma ótima (e simples) opção para regularização

Se tem um coisa que eu gosto na vida é de sexta-feira. Além do aguardado fim de semana, é dia de #ClicoResponde, quando me dedico totalmente a entender a sua cabeça, leitor, para ajudar sua empresa a crescer!

A questão respondida nesta semana foi enviada pelo Deoclecio:

“Sou vendedor ambulante e faço serviços terceirizados no segmento de gráficas. Quero chegar no nível profissional. Não tenho CNPJ e estou com o nome na Serasa. Preciso de dicas para entrar em contatos com empresas”

Olá, Deoclecio! Obrigado pela confiança. Vamos lá!

Em primeiro lugar, você deve deve regularizar sua situação. Não tem como chegar ao nível profissional sem ter um CNPJ e uma empresa formalmente constituída. Se a sua renda anual for de até R$ 60 mil, a legalização se torna fácil: basta fazer seu cadastro no Microempreendedor Individual (MEI). Tem um post aqui (Clico Responde: o que é, e como me torno, um MEI?) com mais detalhe sobre o MEI. O legal é que, além de fazer a formalização pela internet de uma forma MUITO rápida (menos de uma hora, você tem direito aos benefícios auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria, entre outros. E o custo é bem razoável: R$ 40,40 (comércio ou indústria), R$ 44,40 (prestação de serviços) ou R$ 45,40 (comércio e serviços), que será destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. Essas quantias são atualizadas anualmente, de acordo com o salário mínimo.

Sobre seu nome estar em um sistema de proteção ao crédito, a dica que posso lhe dar é: renegocie sua dívida. Veja quanto você pode pagar da dívida por mês, levando em consideração sua remuneração média, e converse com seu credor. Tente reduzir juros, multa e pague a dívida até o fim. Assim, você sai com seu nome limpo para essa nova etapa de sua vida.

Agora, para ir “para as cabeças” e fazer contato com as empresas para prestação de serviços, você deve, antes de tudo, ter em mente de forma muito clara o escopo da sua oferta. A partir disso, deve prospectar empresas que precisem dessa oferta. Pesquisas na internet, em associações de classe e conversas informais com seus contatos profissionais – pedindo auxilio na indicação de potenciais clientes – costuma ser o trâmite básico. Veja se há eventos e publicações (revistas, jornais e sites) especializados em sua área de atuação e comece a buscar referências de contatos.

Espero que isso lhe ajude!

Se você tem dúvidas, comente este post!

Mateus Pinto
Mateus Pinto

Publicitário com 20 anos de experiência. Mateus é diretor de arte da Globalweb corp e Co-fundador da agência de Marketing Digital Neoside.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Aprenda mais recebendo em primeira mão conteúdos que vão te ajudar a empreender usando os melhores padrões do mercado. Receba no seu e-mail o que você precisa saber para Planejar, Abrir, Gerenciar e Crescer!