Empreendedorismo

Como escolher o sócio certo e evitar problemas futuros?

 

Gente, essa história de que escolher o sócio certo é mais difícil do que alguém pra casar já é conhecida, mas é a pura verdade. Não dá pra decidir sem pensar duas, três ou quatro vezes. Afinal, trabalhar com um sócio muda drasticamente o modo de conduzir os negócios. Um bom parceiro pode trazer muitas vantagens, mas, muitas vezes, em caso de incompatibilidade, o melhor mesmo é continuar só do que mal acompanhado. É ou não é exatamente como no casamento?

Então, para você que está aí se perguntando como escolher o sócio certo e evitar problemas futuros, tenho algumas coisinhas importantes para comentar. Pense nelas antes de se decidir!

Vantagens de ter um sócio

  • Força de trabalho duplicada, produtividade dobrada. É ótimo ter alguém pra dividir as obrigações!
  • Diversificação de talentos: você é bom nisso, ele é bom naquilo. Talentos e habilidades diversificadas fortalecem a empresa.
  • Um olhar além do seu ajuda a manter o pé no chão na hora de investir em novas ideias. É sempre bom analisar as coisas sob diferentes perspectivas para tomar decisões mais sensatas.
  • Expansão do networking. Ele vai trazer consigo sua própria rede de contatos, clientes, parceiros, fornecedores e investidores para somar aos contatos da empresa.
  • Apoio quando necessário. Tanto o excesso de pessimismo quanto de otimismo podem comprometer resultados. Um sócio vai te ajudar a manter as emoções em equilíbrio.
  • Injeção de recursos na empresa. Essa vantagem é indiscutível, não é?

Desvantagens de ter um sócio

É nas desvantagens que você precisa estar especialmente atento ao decidir como escolher o sócio: uma decisão errada pode acabar em divórcio oneroso para a empresa!

Diferentes posturas éticas

Um sócio que não cumpre prazos, que negligencia clientes e não assume responsabilidades pode colocar tudo a perder. Um parceiro inescrupuloso pode desviar dinheiro, arruinar sua reputação e levar a empresa à falência. Então, faça um levantamento cuidadoso sobre o provável sócio antes de firmar a sociedade. Minha mãe sempre dizia: prudência e caldo de galinha não fazem mal a ninguém!

Falta de experiência

Pense bem se é vantagem ter postura ética e todas as qualidades desejáveis, mas não ter experiência nem habilidade para negócios. Você precisa de um sócio para contribuir, e não para trazer problemas, como produtos defeituosos ou serviço mal feito por inexperiência, gerando reclamações de clientes e processos na justiça.

Divergências na direção dos negócios

Mesmo um sócio brilhante pode causar problemas, se vocês discordam na condução dos negócios. Desentendimentos entre sócios consomem recursos, causam estresse para os dois e para a equipe, e provoca fragilização da empresa.

Relações complicadas

Desentendimentos nos negócios podem gerar sérias desavenças e arruinar relações. Então, se o candidato a sócio é seu cônjuge, um parente ou amigo, não pense duas vezes: pense dez vezes! Uma sociedade malsucedida pode ter efeitos devastadores no casamento ou nas amizades, além de provocar aquele “climão” na família.

Responsabilidade pelos atos do sócio

Se ele ferir a lei, você também pode ser processado. Ter um sócio também significa responsabilidade dobrada quanto a procedimentos legais, pois você terá de ficar de olho nas ações dele, além de cuidar da sua parte. Então, é melhor sentar e ter uma conversa aberta sobre como conduzir os negócios sempre dentro da lei.

Já viu que saber como escolher o sócio certo é uma questão muito delicada, não é? Um sócio pode ser um grande trunfo para os negócios ou se transformar em dor de cabeça. Ele tem de ser seu cúmplice, então, é preciso haver uma relação transparente e de confiança entre vocês dois. Só assim o negócio dará certo.

Olha, amigo empresário, a decisão é tão importante que vou te dar mais uma dica: leia mais esse post que escrevi sobre o assunto. Vai ser de grande ajuda na hora de escolher o sócio certo.

Não vá embora antes de deixar seus comentários no blog. E se tiver dúvidas, é só perguntar que o Clico responde!

Deixe uma resposta

Você pode gostar