Como se tornar um empreendedor corporativo?

Como se tornar um empreendedor corporativo?

Uma pergunta que sempre gosto de responder é: o que é preciso para empreender? Em geral, costumo falar das características que o profissional deve ter para conseguir conduzir o seu negócio da melhor maneira possível e realizar o sonho de ser o seu próprio chefe.

Acontece que, certo dia, um amigo me disse que, para ser empreendedor, é preciso ter um empreendimento. Ora, mas isso não é verdade! Existem, pelo menos, quatro tipos de empreendedores: o empresarial (o clássico dono do próprio negócio), o social (quando alguém cria um empreendimento com fins de ajudar a sociedade como um todo), o público (que busca melhorar país através do serviço público) e, finalmente, o corporativo: um empreendedor em empresas de terceiros, seja como líder ou como colaborador.

É sobre esse perfil de empreendedor que eu gostaria de falar hoje, já que esse profissional está sendo cada vez mais procurado pelas organizações já fazem a diferença nos locais em que atuam. Nesse post, vou te contar como se tornar um empreendedor corporativo. Confira!

Conheça a empresa

Empreendedores devem sempre cultivar uma visão do todo, ou seja, ter uma visão completa e integrada do local onde atuam. Por isso, não ficam presos ao seu próprio departamento e convivem apenas com sua própria equipe.

Para sair desse mundinho, procure conhecer as demais áreas da empresa em que você atua, converse com profissionais de outras áreas e tente entender com a organização funciona de forma sistêmica. Assim, você será capaz de propor soluções que realmente farão diferença para todo o negócio.

Busque a inovação

Uma das características que diferencia o empreendedor corporativo do colaborador comum é a sua necessidade de sempre buscar o novo. Afinal, a inovação é o que move as organizações para frente e ela não pode ser conquistada se os profissionais se aterem às suas atividades de rotina ou não se abrirem para o risco.

Por isso, procure sempre estar atento aos movimentos do mercado, estude tendências e procure propor soluções inéditas, ainda que arriscadas. Mas, repito: não se trata de inovar por inovar: apresente propostas baseadas em dados, estudos de mercado e pesquisas, afinal, você precisa ter credibilidade.

Seja positivo

A quantidade de pessoas que me abordam reclamando e lamentando a grave crise pela qual passamos é enorme e o sentimento é bastante compreensível: a situação do país está realmente desafiadora.

No entanto, nunca deixo de me animar quando encontro um profissional que está otimista. Não porque ele é ingênuo, mas porque ele consegue entender que é preciso agir de maneira positiva para driblar desafios e que manter a cabeça erguida, mirando objetivos para além da tempestade, é o que vai fazer a diferença para o seu trabalho.

Por isso, tente sempre cultivar o otimismo, compartilhe ele com seus colegas de trabalho e você verá que o ambiente corporativo irá melhorar em 100%.

Viu como se tornar um empreendedor corporativo pode ser fácil? Esse é o profissional que faz a diferença em pequenas e médias empresas e, há pouco tempo, vem sendo procurado também pelas grandes corporações. Por isso, mesmo que você ainda não pense em abrir o seu negócio, nunca deixe de empreender!

Você conhece ou já trabalhou com um empreendedor corporativo? Compartilhe comigo sua experiência aqui nos comentários!

Mateus Pinto
Mateus Pinto

Publicitário com 20 anos de experiência. Mateus é diretor de arte da Globalweb corp e Co-fundador da agência de Marketing Digital Neoside.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Aprenda mais recebendo em primeira mão conteúdos que vão te ajudar a empreender usando os melhores padrões do mercado. Receba no seu e-mail o que você precisa saber para Planejar, Abrir, Gerenciar e Crescer!