Descubra como fazer uma pesquisa de mercado eficiente

Descubra como fazer uma pesquisa de mercado eficiente

Não há dúvidas de que a realização de pesquisas ajuda pessoas e organizações a tomarem melhores decisões. Ainda assim, muitos acabam deixando este passo importante de lado por acreditarem ser uma ação lenta e trabalhosa. É aí que entram as ferramentas online, que otimizam todo o processo da coleta e tornam a tabulação de dados muito mais rápida e eficiente.

Porém, é importante tomar alguns cuidados para obter resultados que realmente contribuam para que você ou sua empresa enxergue o cenário e reúna as informações essenciais para nortear seus passos futuros.

Uma pesquisa bem feita fornece insights claros e confiáveis que ajudarão o estudante, profissional ou empreendedor a definir quais as melhores ações a serem tomadas. A finalidade pode ser diversa: as mais realizadas por nossos clientes SurveyMonkey são pesquisas de satisfação, avaliação de desempenho funcional, pesquisas de mercado, feedbacks de eventos, treinamentos e produtos.

Em nossos  mais de 15 anos de expertise no assunto, dados e dicas importantes foram coletados para garantir um bom resultado na aplicação de uma pesquisa. Isso nos permitiu reunir alguns pontos essenciais para a realização de uma pesquisa eficiente.

Confira os pontos abaixo:

Defina claramente o propósito da sua pesquisa online
Objetivos confusos levam a resultados confusos. Um bom exemplo é o de uma empresa de software que desejava saber quais das novas funcionalidades eram mais importantes para seus clientes. A pesquisa perguntava “Como podemos melhorar nosso produto?”. As respostas variaram desde “Faça o mais simples” até “Adicione um botão de atualizar na página de recrutamento”. Resultado: embora as informações coletadas parecessem interessantes, estes dados não foram úteis para o gerente do produto.  O que ele esperava era uma lista de funcionalidades a serem desenvolvidas, utilizando o input dos clientes como uma variável na priorização.

Para não perder o rumo, invista tempo respondendo às seguintes perguntas:

  • Por que está criando esta pesquisa?
  • O que você espera alcançar com esta pesquisa?
  • Como você pretende utilizar os dados que serão coletados?
  • Quais decisões espera impactar com os resultados desta pesquisa?

Isso vai ajudar a estabelecer um objetivo claro e aumentar suas chances de sucesso. Boas pesquisas têm objetivos que são facilmente entendidos.

Mantenha a pesquisa curta e focada
O ideal é focar em apenas um objetivo. Pesquisas curtas e focadas ajudam na qualidade e quantidade das respostas coletadas, uma vez que a taxa de abandono é menor.

Calcule o tempo de resposta
Na SurveyMonkey temos estudado bastante o tempo ideal para completar uma pesquisa. Aprendemos que o respondente investe cinco minutos ou menos para completá-la. Seis a dez minutos são aceitáveis, mas vemos taxas significativas de abandono após 11 minutos.

Não inclua perguntas fora do escopo da pesquisa
Faça uma avaliação genuína de cada questão para saber se elas realmente agregam informações e ajudam a atingir seu objetivo. Abandone a ideia “Já que”.

Mantenha as questões simples
Faça perguntas diretas. Evite o uso de jargões ou siglas. Não presuma que seus respondentes conheçam os acrônimos utilizados na sua organização.

Dê preferência às questões fechadas e saiba quando utilizar questões abertas
Questões fechadas são aquelas que dão alternativas ao respondente. Além de facilitarem o processo de análise, facilitam a resposta. As questões abertas permitem que as pessoas respondam à pergunta com suas próprias palavras. São ótimas para fornecer informações qualitativas e insights que talvez não tenham sido abordados no questionário.

Mantenha as escalas de avaliação padronizadas em todo o questionário
Escalas de avaliação são uma ótima forma de analisar e comparar um conjunto de variáveis. Caso escolha utilizá-las em seu questionário, mantenha a padronização em todas as perguntas. Alterar sua escala de avaliação no questionário aumentará as chances de os respondentes ficarem confusos e fornecerem respostas não confiáveis.

Mantenha um ordenamento lógico
Certifique-se de que o fluxo do seu questionário está ordenado de maneira lógica. Comece com uma curta introdução que motive o respondente a completar a pesquisa (exemplo bem simples, mas funcional: “Ajude a melhorar nossos serviços para você”). Uma boa ideia é começar com questões mais amplas e depois afunilar o escopo das perguntas. É melhor coletar dados demográficos e sensitivos no final da pesquisa, a não ser que esta informação sirva para filtrar e desqualificar participantes.

Realize um pré-teste
Antes de divulgar sua pesquisa, peça para alguns conhecidos ou colegas de trabalho respondê-la. Desta forma, você pode encontrar falhas ou interpretações equivocadas das questões.

Saiba escolher bem o dia de enviar a pesquisa para sua audiência
Recentes estatísticas mostram que as maiores taxas de abertura e cliques acontecem segunda-feira, sexta-feira e domingo. No entanto, o mais importante para acertar e ter um bom índice de respostas é considerar o perfil da sua audiência. Em uma pesquisa com funcionários, por exemplo, o ideal seria enviá-la em um dia útil. Além disso, dependendo do perfil da equipe, o final do mês, que é época de fechamento de relatórios e balanços mensais, é uma boa aposta.

Envie lembretes
Enviar lembretes para quem ainda respondeu à pesquisa pode ajudar a aumentar significativamente a taxa de respostas. Mas lembre-se: isso não é necessariamente apropriado para todas as pesquisas.

 

Boas pesquisas e insights.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Aprenda mais recebendo em primeira mão conteúdos que vão te ajudar a empreender usando os melhores padrões do mercado. Receba no seu e-mail o que você precisa saber para Planejar, Abrir, Gerenciar e Crescer!