Os impactos de erros de gestão financeira na a sua empresa

Estava lendo as notícias esses dias e algo me saltou os olhos: de acordo com o IBGE, metade das empresas brasileiras fecham as portas antes de completarem três anos. Isso mesmo, metade! Impressionante, não é verdade? Acredito que o problema, na maioria dos casos, seja a dificuldade de lidar com a gestão financeira.

Muitos empresários não se planejam, se envidam sem ter como pagar, pegam dinheiro do caixa da empresa etc. Olha, se fosse para continuar a lista de erros, eu não terminaria hoje! Bom, como gosto de ser bem direto, resolvi falar um pouquinho sobre as principais gafes cometidas pelos donos de empresas e as consequências de cada uma delas.

Sim, vamos falar dos erros que podem fazer você engrossar essa estatística e entrar na lista dos que procuram emprego. Confira a seguir!

Não controlar os fluxos de caixa

Se você não sabe quanto dinheiro entra e quanto sai da sua empresa, realmente a situação está bastante grave. O controle dos fluxos de caixa significa a possibilidade de realizar projeções e estimativas, além, é claro, do controle financeiro do negócio. Não tem como você saber se pode pegar um financiamento, por exemplo, se não sabe o quanto já entrou de dinheiro na sua empresa e o quanto ainda vai entrar!

O resultado você já sabe: endividamento, bola de neve de juros, e, no final, direto para as estatísticas do IBGE.

Confusão patrimonial

Já vi empresários comprarem móveis para a empresa com o próprio cartão de crédito. Outros, preferem usar o negócio como se fosse um caixa eletrônico. O nome disso é confusão patrimonial. Chega um ponto em que ninguém sabe mais se a empresa está dando lucro ou prejuízo, se o negócio é sustentável ou se o empresário está retirando um salário razoável para si mesmo, de acordo com a lucratividade.

Resultado: descontrole financeiro e dificuldades para planejar o futuro da empresa. É claro que, se na sua empresa é assim, você está um pouquinho mais próximo de falir, igual os outros 50%.

Obsolescência

Estamos em 2016. Hoje até as bancas de jornal usam softwares de gestão financeira e de estoques para controlar tudo o que entra e o que sai do negócio. Esses softwares permitem que você faça um acompanhamento em tempo real da sua empresa, de forma automatizada. Assim, você perde menos tempo tendo que lidar com contas e recebe informações mais rápidas, precisas e fiéis. Quem não usa a tecnologia está bem atrás da concorrência.

Vamos conferir o resultado de quem não usa a tecnologia: perda de foco, decisões mais suscetíveis a erros e, sim, uma empresa um pouco mais próxima da obsolência.

Falta de planejamento financeiro

Para fechar com chave de ouro, vamos ao principal erro cometido pelos empresários: a falta de um planejamento financeiro. O planejamento não é uma tarefa como as outras, mas uma obrigação! Essa é, na verdade, a mola propulsora do seu negócio.

Você precisa definir objetivos, metas e o orçamento para cada setor da sua empresa. Além disso, precisa realizar projeções todos os anos! Sem isso, você fica sem saber para onde ir, e certamente pode enfrentar problemas não só para crescer, como também para sobreviver no mercado.

Último resultado: quem não sabe para onde ir, pode parar em qualquer lugar… inclusive nas estatísticas do IBGE! O que achou das minhas dicas? Conhece outros erros de gestão financeira? Se ficou com alguma dúvida ou tem sugestões, deixe nos comentários!

Mateus Pinto
Mateus Pinto

Publicitário com 20 anos de experiência. Mateus é diretor de arte da Globalweb corp e Co-fundador da agência de Marketing Digital Neoside.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Aprenda mais recebendo em primeira mão conteúdos que vão te ajudar a empreender usando os melhores padrões do mercado. Receba no seu e-mail o que você precisa saber para Planejar, Abrir, Gerenciar e Crescer!