Defina seu modelo de negócio: motivos para oferecer um software como serviço

Defina seu modelo de negócio: motivos para oferecer um software como serviço
Mateus Pinto
Mateus Pinto
Co-fundador @ Neoside Agency

Existem 4 bons motivos para definir seu modelo de negócio como uma empresa que oferece um software como serviço. Já respondi uma pergunta sobre Software as a Service (SaaS), que segue o modelo de aluguel e pagamento mensal (e não o de venda de licenças) para o uso de softwares. Também dei algumas dicas sobre como ter um serviço de assinaturas. Agora quero unir esses dois temas e te mostrar as vantagens de oferecer um software como serviço:

Democratizar o acesso a tecnologias

Antigamente, só grandes organizações podiam utilizar algum tipo de tecnologia para facilitar o dia a dia corporativo, como softwares de gestão empresarial. Só elas tinham verba para investir altos valores em infraestrutura complexa de tecnologia (compra e manutenção de computadores potentes, servidores, backup de arquivos, equipes de TI, atualização de licenças, entre outros).

A oportunidade encontrada pelas empresas de aluguel de softwares foi o de criar soluções que ficassem hospedadas em nuvem e que pudessem ser acessadas por meio de um simples navegador de internet. Assim, elas poderiam diluir os custos de manutenção de seus softwares e da infraestrutura da hospedagem dele com diversos clientes, cobrando pequenas taxas mensais para dar maior eficiência aos seus consumidores.

Facilidade em vender

Se antes o cliente precisava investir altos valores para comprar um programa para sua empresa, e que nem sempre era utilizado, hoje o cenário é outro. O cliente tem a possibilidade de comprar o serviço, testá-lo e, caso não goste, pode descontinuar o contrato de “aluguel do software” no mês seguinte. Ou seja, fica muito mais fácil convencer o cliente de que o risco de investimento é baixo e de que seu produto vale a pena.

Venda e teste durante o desenvolvimento

Neste modelo, as empresas criam versões de aplicativos e softwares e vão aperfeiçoando suas funcionalidades, desempenho e layout conforme novos clientes aderem aos seus serviços. Esses clientes também vão indicando suas necessidades e falhas no software. Se antes era inimaginável lançar um produto que ainda não estava pronto, agora isso é uma prática do mercado!

Com isso, o risco com o investimento de altos valores na criação e desenvolvimento dos softwares acabam sendo minimizados ou até eliminados, e a aceitação de mercado estará garantida!

A verba é recorrente e as indicações também

Neste modelo de negócio, novos clientes significam novas receitas recorrentes e não substituição de receitas que foram geradas no mês anterior e agora precisam ser repostas para dar equilíbrio ao caixa da empresa, como era no modelo anterior. Ou seja, o foco passa a ser a fidelização e incentivo para que os clientes continuem utilizando o serviço que contrataram, ao invés de precisar encontrar cada vez mais clientes para que a empresa possa crescer e se desenvolver.

Além disso, clientes satisfeitos aumentam o uso mensal dos serviços e indicam sua empresa para outras potenciais clientes. Logo, há uma multiplicação de receitas, pois cada vez mais empresas utilizarão seus softwares, aumentarão seus planos de consumo e ainda indicarão novas empresas que farão a mesma coisa.

Se você já encontrou uma necessidade de pessoas ou de empresas por algum tipo de software, então o modelo de negócios baseado na oferta de um software como serviço deve ser considerada por você. Afinal, ele não é o ouro, mas é certamente a mina que contém o ouro!

Confira mais detalhes sobre a diferença entre um software as a service e cloud computing clicando aqui!

Mateus Pinto
Mateus Pinto

Publicitário com 20 anos de experiência. Mateus é diretor de arte da Globalweb corp e Co-fundador da agência de Marketing Digital Neoside.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Aprenda mais recebendo em primeira mão conteúdos que vão te ajudar a empreender usando os melhores padrões do mercado. Receba no seu e-mail o que você precisa saber para Planejar, Abrir, Gerenciar e Crescer!