Dica rápida para entender o custo dos juros

Dica rápida para entender o custo dos juros

Sabe aquela piadinha que muita gente compartilha nas redes sociais: “Mais um dia se passou e eu não usei a Fórmula de Bhaskara”? pois é. Eu acho incrível como aprendemos a calcular logs, mols, funções – que certamente são importantíssimos, mas que não são demonstradas de forma prática – na escola mas jamais, jamais, alguém nos ensina economia doméstica.

Ter um conhecimento básico de economia doméstica, planejamento financeiro e taxas de juros é o primeiro passo para formar um empreendedor mais preparado. Mas, ainda hoje, sofremos com o analfabetismo funcional financeiro, o que acaba por afundar empresas e destruir sonhos.

Um dos maiores desafios para compreensão dos leigos em finanças são os cálculos de juros. Sabe aquela história de “juros sobre juros”? Isso significa que, se você, por exemplo, deveu R$ 100 no cheque especial em um mês a uma taxa de 10% ao mês, no mês seguinte sua dívida será de R$ 110. Agora, se você passar mais um mês devendo, os 10% adicionais de juros serão calculados sobre os R$ 110, e não sobre os R$ 100, que são sua dívida inicial. E é por isso que qualquer derrapada financeira pode acabar com seu dinheiro de um dia para o outro.

Não vou aqui me atrever a ensinar em um mero post a fazer cálculos financeiros, mas existem muitas opções de cursos gratuitos na internet ou, até mesmo, de calculadoras, para te ajudar com as contas. Vou me ater às importantes dicas que aprendi nesses anos perdendo muito dinheiro:

  • O banco lhe paga cerca de 0,7% ao mês pelo dinheiro que você “empresta” a ele quando investe na poupança, por exemplo
  • Se você ficar devendo no cheque especial – dependendo, claro, do seu perfil e histórico no banco – o custo do dinheiro que ele lhe empresta é de 7% a 12% ao mês
  • Se você buscar um empréstimo, este valor cai para cerca de 5% a 6%

Quando você for buscar um crédito, fique muito, muito atento a quanto o banco lhe cobra. Se um determinado banco cobra 5% e o outro 6%, não ache que esta diferença de 1 ponto percentual é pouca coisa. Não é. No fim do período, ainda mais períodos longos, o custo adicional é muito, muito maior.Também veja diferentes linhas dentro de uma mesma instituição. Cheque especial, por exemplo, é muito mais caro do que um empréstimo. Que tal regularizar a situação pegando um empréstimo para arcar com o cheque especial?

Este post é mais um alerta para lhe estimular a pensar levando em consideração o custo dos juros. Faça o planejamento financeiro de suas contas pessoais e também da sua empresa. Seja criterioso e busque sempre informações de mais de uma instituição financeira para obter um crédito ou fazer uma aplicação.

Espero que tenha sido útil. Se deixou dúvidas, comente esta notícia porque toda sexta-feira o #ClicoResponde a uma questão. Agora, se quiser, partilhe sua história. Ela será muito bem-vinda e poderá ser de grande ajuda para outros empreendedores também.

 

[button link=”https://guiaempreendedor.com/duvidas-de-como-gerir-sua-empresa-mande-para-nos-que-o-clicoresponde/” target=”blank” color=”8BC751″ icon=”fa-check” style=”pill” size=”large” tooltip=”Tire sua dúvida”]Tem uma pergunta? o #ClicoResponde[/button]

Mateus Pinto
Mateus Pinto

Publicitário com 20 anos de experiência. Mateus é diretor de arte da Globalweb corp e Co-fundador da agência de Marketing Digital Neoside.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Aprenda mais recebendo em primeira mão conteúdos que vão te ajudar a empreender usando os melhores padrões do mercado. Receba no seu e-mail o que você precisa saber para Planejar, Abrir, Gerenciar e Crescer!