Desenvolvimento Humano, Empresário e Pessoa física, Ética

Empowerment: entenda o que é e como aplicar!

empreendedorismo

Tenho certeza que o sonho de todos os gestores é ter uma equipe cheia de iniciativa, oferecendo soluções criativas, rápidas e eficazes no trabalho. Mas sei que na realidade não é bem assim. A boa notícia é que trago a solução para resolver esse problema: o empowerment.

O nome é complicado, mas o conceito é simples e pode trazer ótimos resultados na cultura organizacional da sua empresa. Eu conto mais sobre o assunto a seguir e mostro como implementar em seu negócio. Confira!

O que é empowerment?

É um conceito de gestão com foco na descentralização das tarefas a partir do empoderamento da equipe.

Ao permitir que os funcionários tenham autonomia e participação na gestão e decisão da empresa em diferentes níveis, o empowerment contribui significativamente para o aumento da produtividade e qualidade do trabalho.

Como funciona?

Ele se baseia em 4 princípios: poder, motivação, desenvolvimento e liderança. Resumidamente, na gestão de empoderamento você precisa aprender a delegar tarefas e responsabilidades em todos os níveis do negócio. Mas não é apenas isso.

A motivação serve como outra forma de reconhecimento do bom trabalho dos seus funcionários. Já o pilar do desenvolvimento diz respeito à necessidade de capacitação contínua da equipe, enquanto a liderança propõe a descentralização das decisões.

Quais são os benefícios?

Separei aqui as principais vantagens da adoção desse modelo de participação colaborativa, olha só:

  • aumenta a autoconfiança da equipe;
  • melhora a produtividade;
  • garante agilidade na tomada de decisões;
  • amplia o senso de cooperação;
  • instiga proatividade;
  • auxilia na descoberta, valorização e retenção de talentos.

Como aplicar o empowerment?

Nem todos os gestores são centralizadores porque querem. Às vezes, o problema é falta de tempo e de conhecimento em gestão de pessoas. Pensando nisso, separei quatro dicas para você aplicar o empowerment em sua empresa.

1. Melhore a comunicação organizacional

Esqueça aquele modelo de comunicação de cima para baixo, baseado no “fala quem pode, obedece quem tem juízo”. Você, gestor, pode ter uma experiência maior sobre o assunto, mas precisa saber ouvir.

Crie canais para que a equipe possa deixar suas ideias, sugestões e observações sobre o que acontece na empresa. Ajude seus funcionários a perceberem que são ouvidos, mesmo quando você optar seguir por um caminho diferente do sugerido.

2. Reconheça o trabalho bem feito

O pagamento de um profissional não se baseia apenas no salário. Os maiores talentos costumam reconhecer que o nível de satisfação do trabalho executado é tão importante quanto a estabilidade financeira.

Então, mostre à sua equipe que você reconhece o trabalho desempenhado. Valorize a participação dos funcionários na tomada de decisões, não tenha vergonha de dizer “obrigado” ou celebrar uma tarefa bem executada.

3. Incentive a opinião da equipe

Profissionais que têm um gestor que condena qualquer sugestão mesmo antes de ser testada normalmente realizam um trabalho mediano. Evitam qualquer sugestão inovadora que pode trazer melhores resultados simplesmente por medo de desagradar o gestor.

Permita que seus funcionários tenham a oportunidade de apresentar soluções diferentes daquelas que você costuma adotar. Crie um ambiente que preza pelo sucesso, mas que também reconhece as falhas como uma oportunidade de crescimento.

4. Compartilhe sua visão do negócio

É o velho conceito de vestir a camisa que mais uma vez se mostra bem eficaz na prática dos negócios. Os melhores gestores sabem compartilhar as informações sobre a empresa de modo estruturado e consistente.

Quando você age assim, a equipe consegue entender claramente os valores, a missão e a visão da empresa e, consequentemente, começa a trabalhar de modo a atingir esses objetivos.

Lembrando que o empowerment é um processo que causa um grande impacto na cultura organizacional. Por isso, vá aplicando essas estratégias aos poucos e espere os resultados com calma, ok?

Agora quero saber o que você achou do empowerment. Já conhecia esse modelo de gestão de pessoas? Quero ver a sua opinião aqui nos comentários!

You Might Also Like