Malwares: a diferença entre vírus, worm, APT, spyware e phishing

Malwares: a diferença entre vírus, worm, APT, spyware e phishing

Número de malwares descobertos no mundo aumentou 144% em 2013 – de 34 milhões para 83 milhões

Se você está lendo este blog, é porque tem um dispositivo conectado à internet. E, se tem um dispositivo conectado à internet, com certeza já ouviu falar do termo malware e como é importante se proteger dele. Mas você sabe o que isso, de fato, significa?

Vinda do termo malicious software, malware é todo programa que tenha como objetivo causar um mal ao computador. Seja para roubar dados, seja para afetar o desempenho da máquina ou impedir totalmente as operações de uma empresa, ele pode ser desde uma arquitetura mais simples (enviadas via spam) até as mais avançadas (espionagem industrial, como o Stuxnet).

  • Vírus: programa que infecta o sistema, faz cópias de si mesmo e tenta se espalhar para outros computadores. Computadores infectados ficam à mercê de pessoas mal intencionadas, que conseguem xeretar e roubar dados;
  • Worm: muito semelhante ao vírus, é autorreplicante. Pode apagar arquivos de sistema e enviar e-mails não autorizados;
  • Spyware: aplicativo espião que recolhe informações sobre o usuário e a transmite, sem autorização;
  • Phishing: fraude eletrônica que tem como objetivo pescar informações financeiras, como senhas e números de cartão de crédito. Esses ataques, normalmente, são feitos via e-mails falsos para coleta de dados do usuário;
  • APT: a Advanced Persistent Threat, ou ameaça avançada e persistente, é voltada para espionagem industrial e produzida por hackers, digamos, profissionais. Normalmente, ela é perpetrada por órgãos públicos, como teria sido o caso do Stuxnet, que espionou as usinas nucleares do Irã sob, segundo consta, comando dos Estados Unidos.

Pesquisa de mercado

Uma pesquisa da Check Point, o Security Report 2014, traz dados de deixar o cabelo em pé. Segundo a empresa, o número de malwares descobertos no mundo aumentou 144% em 2013 – de 34 milhões para 83 milhões. Uma média de 2,2 malwares desconhecidos atingiram as organizações a cada hora, ou 53 todos os dias. Além disso, em 57% das organizações, o download de malwares pelo usuário aconteceu a cada 2 até 24 horas.

Muita coisa, não acha? E então, esclareceu?

[button link=”https://guiaempreendedor.com/duvidas-de-como-gerir-sua-empresa-mande-para-nos-que-o-clicoresponde/” target=”blank” color=”8BC751″ icon=”fa-check” style=”pill” size=”large” tooltip=”Tire sua dúvida”]Tem uma pergunta? o #ClicoResponde[/button]

Mateus Pinto
Mateus Pinto

Publicitário com 20 anos de experiência. Mateus é diretor de arte da Globalweb corp e Co-fundador da agência de Marketing Digital Neoside.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Aprenda mais recebendo em primeira mão conteúdos que vão te ajudar a empreender usando os melhores padrões do mercado. Receba no seu e-mail o que você precisa saber para Planejar, Abrir, Gerenciar e Crescer!