Segurança, Tecnologia

Como mensurar a qualidade de acessos do meu site?

 

Qualidade de acessos em sites

Migrar um negócio para o mundo digital não é um bicho de sete cabeças, mas gerir um e-commerce pode assustar muitos administradores e demandar tempo considerável para transformá-lo em um sucesso de vendas. Isso porque não basta ter muitas visitas ao endereço virtual: é necessário que elas sejam de qualidade. Por isso, é importante conhecer as principais ferramentas de monitoramento e gestão de site para otimizar os resultados e obter uma qualidade de acessos cada vez maior. Isso é possível por meio de aplicações específicas e técnicas de gestão de tráfego.

Para ajudá-lo a fazer isso sem perder tempo e investindo pouco, relacionei uma série de dicas para você mensurar a qualidade dos acessos e qualificá-los ainda mais. Aproveite!

Analisando os dados de acesso ao seu site

Antes de começar a aplicar uma estratégia de qualificação de acessos ao seu site, é importante analisar a situação atual dele. Dessa forma, você poderá identificar um ponto de partida e definir melhor suas metas, assim como o caminho que deverá percorrer até seus objetivos.

Uma das principais ferramentas para tal é gratuita e oferecida pelo Google: o Analytics. Por meio desse sistema, você pode acompanhar o tráfego de todas as páginas do seu domínio virtual e até mesmo identificar o perfil dos usuários. No entanto, é preciso cautela, pois por mais avançados que sejam os processos de coleta de dados do Google, o Analytics não é capaz de capturar exatamente quem está acessando o seu site.

Mas com os dados gerados pelo Google Analytics, como número de visitas, quantidade de acessos, dados de mercado e algumas informações demográficas dos usuários, você fica mais preparado para tomar decisões estratégicas, tais como melhorar o conteúdo ou layout do site.

Um bom exemplo disso é analisar a taxa de rejeição de uma página, seja ela institucional ou de um produto de sua loja virtual. Se esse dado está alto, significa que as pessoas acessam o conteúdo e logo saem do seu site. Tal informação pode gerar uma reflexão sobre a experiência do usuário na página ou até mesmo quanto ao preço do produto anunciado nela.

Existem outras ferramentas de análise de sites, como o Moz Analytics, mas a opção do Google ainda é uma das mais completas e de fácil utilização, além de contar com um processo de instalação simplificado.

Melhorando a qualidade de acessos

Talvez a meta mais difícil do gestor de um site seja melhorar a qualidade dos acessos. No entanto, isso não precisa ser visto como uma tarefa impossível. Demanda trabalho sim, mas é um esforço que gera ótimos resultados para a empresa.

A seguir, aponto algumas das principais formas de qualificar os acessos ao site da sua empresa e por que elas são essenciais. Recomendo que você execute todas as ações abaixo para otimizar seus resultados.

Invista em estratégias de SEO

Otimizar o conteúdo das páginas de um site e configurar seus principais recursos — o que chamamos de otimização de SEO — é uma das melhores estratégias para melhorar a qualidade de acessos orgânicos (não pagos).

Isso porque ao parametrizar corretamente as imagens, palavras-chave e tags de programação que não são exibidas ao usuário final, mas que são lidas pelos buscadores, a leitura do seu site melhora tanto para o usuário quanto para os mecanismos de buscas de sites como o Google e o Bing.

Você pode, inclusive, fazer uma validação do estado do SEO atual do seu site por meio de ferramentas gratuitas na internet, como o SEO Analytics, do Neil Patel — conhecido como um dos melhores empreendedores pelo ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e pelas Nações Unidas.

Restringir a visualização do site

Se a sua empresa é um delivery de comida japonesa, por exemplo, e recebe pedidos por meio do seu site na internet, o seu público é bem definido. Muito provavelmente não é de seu interesse ter muitos acessos originados de outras cidades, Estados e até países de outros continentes.

Para qualificar melhor os acessos, você e sua equipe de TI podem definir restrições de acesso, seja por idioma ou endereços de IP, por exemplo. Dessa forma, apenas usuários que realmente interessam ao seu negócio poderão navegar pelo seu site. Os demais podem ser redirecionados para uma página específica e limitada.

Bloquear o acesso de robôs

Identificar comportamentos não humanos em seu site e definir bloqueios para eles é outra excelente maneira de otimizar os acessos à sua página. Além de reduzir o consumo das franquias de tráfego que geralmente são cobradas pelos servidores de hospedagem, você reforça a segurança do seu endereço na internet.

Afinal, com o bloqueio desse tipo de acesso, dificilmente seu site sofrerá ataques de hackers ou qualquer outro sistema automatizado de coleta de dados. No entanto, é preciso contar com ajuda especializada para não acabar restringindo também o acesso de robôs de buscadores como o Google.

Redirecionar os visitantes internacionais

Se a sua empresa faz transações comerciais com outros países, é muito provável que seu site conte com um número expressivo de visitas de pessoas de outras nacionalidades.

Nesse caso, você pode redirecionar o acesso dessas pessoas para o site de seus representantes. Dessa maneira, você otimiza as vendas do seu negócio, evitando transações mais caras para seus clientes e até mesmo dispensando a necessidade de manter um site em diversas línguas.

Limitar ou proibir o download de arquivos e dados

Segurança digital é, ou deveria ser, a base para qualquer empresa que se propõe a manter presença no mundo virtual. E esse quesito não é importante apenas para os seus clientes, mas também para você e seus investidores.

Qualquer descuido nesse aspecto pode causar grandes danos à empresa, pois deixa os dados à mercê de hackers. Por isso, é importante proibir o download de arquivos ou limitar o acesso por tipo ou tamanho específicos.

Essa falha aconteceu recentemente com um banco digital brasileiro, que teve 40 GB de dados de seus clientes e colaboradores expostos na internet. Além do prejuízo para a imagem da empresa, disponibilizar dados pessoais de clientes para qualquer pessoa na rede mundial de computadores podem causar danos irreparáveis.

Como você pôde ver, melhorar a qualidade de acessos ao seu site é algo a ser considerado para o seu negócio — e nem sempre isso demanda muitos esforços ou investimentos de grande porte.

Contar com ferramentas reconhecidas, profissionais com conhecimento técnico e softwares seguros é a base para tal processo de qualificação dos acessos.

Se você gostou do conteúdo, não deixe de compartilhar nas suas redes sociais, para que essa dica tão importante ajude o máximo de empreendedores!

Deixe uma resposta

Você pode gostar