Novo empreendedor: aprenda a calcular o ROI da sua empresa

Novo empreendedor: aprenda a calcular o ROI da sua empresa
Andrea Senigalia
Andrea Senigalia
Especialista em Marketing @ Neoside

Outro dia eu lembrei de uma pergunta que um amigo empreendedor me fez e achei que o assunto poderia ser relevante para outras pessoas. Por isso, decidi contar essa experiência aqui no blog. Ele me perguntou: “Andrea, ouvi falar sobre algo chamado ROI, o que é isso?”.

Você também já fez essa pergunta? Muitas pessoas não sabem o que significa essa sigla e sempre ficam em dúvida. Se você é uma delas, fique comigo e continue a leitura. Hoje vou explicar o que é e como calcular o ROI da sua empresa!

O que é ROI?

Explicando de modo simples, esse termo se trata de uma sigla em inglês para Return on Investment, ou retorno sobre investimento, em português.

Mas, qual é o papel dessa métrica? É calcular se os investimentos que a sua empresa tem feito estão valendo a pena ou não. Basicamente, é um indicador utilizado para saber se as aplicações estão sendo feitas nos lugares certos.

O que significa para a empresa?

Essa métrica corresponde ao valor que um investimento trouxe de retorno para a empresa. Normalmente, é uma ferramenta utilizada para medir o retorno financeiro de uma aplicação, mas não necessariamente trata apenas desse tipo de questão.

Simplificando, é o valor percentual que indica o quanto sua empresa ganhou, ou perdeu, ao investir uma certa quantia em dinheiro.

Vou repetir para vocês o que eu disse a esse amigo: ao analisar o ROI, custo-benefício é tudo! É isso que a métrica significa. E por mais que você goste das ideias que implementou, se perceber que elas não estão trazendo tanto resultado como deveriam, é hora de mudar.

Qual é a sua importância?

O ROI é muito importante para a empresa, pois fornece uma maneira de observar e quantificar o sucesso de seus investimentos.

Imagine que uma organização está em dúvida entre investir certo valor em um título público ou em uma startup. O título tem um valor prefixado do quanto retornará financeiramente — 5% ao ano —, e a startup conta com um ROI de 6% no mesmo período, por exemplo.

Dessa forma, é possível observar que o ROI facilita a análise de qual investimento seria mais vantajoso para a empresa, além de poder ser utilizado para medir se os investimentos internos são proveitosos, da mesma forma que a análise anterior.

Onde é possível utilizar o ROI?

A utilização do ROI pode ser estendida a diversos outros investimentos de um empreendimento, inclusive os não financeiros. Com ele, podemos analisar ações específicas, como o resultado de uma campanha de marketing, o lançamento de um produto novo, medidas internas que visam aumentar a produtividade, leads e assim por diante.

Por exemplo, você está interessado em captar possíveis clientes e, por isso, decidiu investir 2 mil reais tanto em propagandas no Facebook quanto no Google. Contudo, a última opção aumentou sua captação em 300%, enquanto a primeira ampliou em apenas 100%.

É fácil notar que, para o mesmo investimento, a aplicação no Google foi melhor, mesmo seu retorno não sendo quantificado financeiramente, nesse caso.

Ainda não entendeu? Vou dar outro exemplo. Imagine que você deseja aumentar o número de visitantes no seu site, pois sabe que uma parcela deles é convertida em clientes. Você investe mil reais nos serviços de um influenciador do YouTube e a mesma quantia em e-mail marketing.

Passado um mês, você verifica que o youtuber trouxe 10 mil visitas, enquanto o e-mail, 40 mil visitantes. Em qual dos dois você investiria na próxima vez?

Esse indicador permite que as empresas avaliem e selecionem as melhores alternativas, modifiquem planos e foquem seus esforços, otimizando sua administração e faturamento.

Como calcular o ROI?

A fórmula básica é bem simples, basta seguir o seguinte modelo:

  • ROI = [ ( Receita – Investimento ) / Investimento ] x 100

O meu amigo queria entender se o investimento inicial que fez em seu negócio trouxe retorno ou não depois de um ano de funcionamento. Ele investiu 50 mil para iniciar as operações e obteve até o momento um ganho total de 100 mil. Nesse caso, a conta fica assim:

ROI = [ (100.000 (Receita) – 50.000 (Investimento) ) / 50.000 (Investimento) ] x 100

ROI = [ 50.000/50.000 ] x 100

ROI = 1 x 100

ROI = 100%

O que esses números querem dizer? Que ele dobrou o investimento inicial em um ano de atuação, obtendo 100% de retorno.

Em quanto tempo deve ser medido?

Outra consideração importante é o intervalo de tempo no qual o ROI é avaliado. Você pode estar tentado a acreditar que um valor positivo para o indicador, como 10%, é sinal de lucro.

Porém, a realidade é que isso nem sempre é verdade. Se para aquele período a sua inflação foi de 12%, por exemplo, é evidente que o retorno trouxe prejuízo.

Lembra do exemplo do meu amigo no tópico anterior? Percebe agora o risco que ele correu ao esperar um ano para analisar o retorno do negócio? Se algum problema tivesse acontecido no início, com certeza esse tempo poderia gerar um grande obstáculo.

Os investimentos estão sujeitos a diversos fatores — como a sazonalidade — e, por isso, o ROI deve ser medido com frequência para ajustar e otimizar as escolhas da empresa. Isso evita que um investimento não tão acertado, para um certo período, se transforme em uma bola de neve e ocasione prejuízos irreparáveis.

Como montar planos de ação com base nessa métrica?

O fato do ROI permitir uma visualização percentual do retorno de um investimento facilita o planejamento e, consequentemente, as escolhas de uma empresa.

Primeiramente, para traçar os planos de um negócio, é crucial que existam informações confiáveis. Para isso, você deve contar com uma plataforma que lhe permita conseguir todos os dados úteis, por meio de relatórios detalhados de cada setor.

Em seguida, deve-se comparar os investimentos da empresa, com relação ao seu lucro percentual relativo ao valor investido, e ordená-los segundo esses retornos, para facilitar a visualização dos melhores investimentos.

Por último, é necessário selecionar as melhores alternativas, aquelas que trouxeram o melhor retorno para aquele objetivo, investimento e período e, em seguida, focar os esforços no desenvolvimento do planejamento estratégico e operacional baseado nessas opções.

Viu como é importante acompanhar o desempenho da sua empresa por meio dessa métrica? E agora que você, assim como o meu amigo, aprendeu a calcular o ROI, é hora de colocar essas dicas em prática e se ajustar conforme os resultados forem surgindo, para continuar crescendo e fazendo negócios por muito tempo!

E aí, gostou deste texto? Assine minha newsletter e receba várias novidades sobre esse e outros assuntos!

Andrea Senigalia
Andrea Senigalia

Atua há mais de 10 anos na área de comunicação com ampla experiência em TI, tecnóloga em Processamento de Dados, especialista em Marketing Digital e Mídias Sociais. Possui certificação Google Specialist em: Pesquisa Avançada, Pesquisa para Dispositivos Móveis, Google Shopping e Publicidade em Vídeos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Aprenda mais recebendo em primeira mão conteúdos que vão te ajudar a empreender usando os melhores padrões do mercado. Receba no seu e-mail o que você precisa saber para Planejar, Abrir, Gerenciar e Crescer!