Pequenas empresas: saiba apresentar seu negócio com criatividade!

Pequenas empresas: saiba apresentar seu negócio com criatividade!

Você tem uma ótima ideia, um excelente projeto ou produtos e serviços inovadores? Olha, vou dar uma dica, tome nota: Conte para seu público! Já vi muitas pequenas empresas com dificuldades de falar para os clientes em potencial que elas existiam. Parece louco, isso, não?

É como se eles não soubessem que uma empresa é que nem uma pessoa. Ela precisa se apresentar, isso é fundamental! Senão, como ela vai prospectar clientes? Eu nem faço ideia da primeira impressão que alguém teria de uma empresa que não diz nada de si mesmo.

Ah, mas eu tenho certeza de que, com algumas dicas e uma boa dose de criatividade, você vai conseguir mostrar uma imagem positiva da sua empresa para seus futuros clientes e também para os investidores. Acompanhe o que trago hoje para ajudar você!

Objetivos: o que você quer conquistar?

Quando você toma qualquer atitude, ela tem um objetivo, certo? Espero que sim, porque, quanto a mim, tudo que eu faço tem um fim. A sua empresa também precisa definir os dela. Aliás, você precisa fazer isso.

Você precisa dizer a que veio, amigo! E a cada novo produto que acrescentar no seu portfólio, pense nos objetivos que guiam seu negócio. Não se desvie deles, pois eles vão determinar o futuro da sua empresa. Os clientes e investidores precisam saber com muita clareza o que seu negócio almeja.

Público: com quem você quer fazer negócios?

Antes de pensar no que comunicar, pense em para quem você vai comunicar. Vá por mim: você precisa conhecer o seu público para falar algo que desperte o interesse dele. Você vai fazer isso percebendo qual perfil ele possui. Se você souber o que o seu público procura, então vai poder dizer que sua empresa tem isso a oferecer. Entendido?

Uma dica interessante que eu pratico é contar uma história. Se ela não sair da minha experiência, tento fazer isso com um personagem fictício, mesmo. Dou um nome a ele e mostro situações por que ele já passou.

Funciona, acredite. Falo por experiência. O público se coloca no lugar dele e percebe que tem necessidades semelhantes, que entende a situação dele. Percebeu como isso facilita a comunicação?

Conteúdo: o que vai ser dito?

Bom, sabendo o que você quer falar e para quem, falta o recheio. Qual vai ser o conteúdo da sua apresentação? Vamos tentar o seguinte, para ninguém se perder na hora de definir o que precisa ser dito na apresentação, dividiremos o conteúdo e analisaremos por parte. Assim:

Quem é a empresa?

Conte a história da sua empresa. Explique qual sua missão, sua visão e os valores que direcionam cada passo dela.

Quais os produtos e serviços?

Seja rápido e sucinto aqui. Não perca tempo com detalhes nem com especificações técnicas. Acredite no que eu digo: Você vai só cansar seu público. Basta dizer quais são os produtos e serviços que a sua empresa oferece. Inclua algumas fotos; isso vai enriquecer a apresentação.

Equipe: quem faz parte da sua empresa?

Olha, comigo é assim: Se eu for entregar algo especial para uma empresa tratar, quero saber quem vai cuidar daquilo. E quanto mais importante for o que eu tenho que resolver, mais eu me preocupo com isso.

Semana passada levei uma das minhas calças preferidas para ajustar, numa loja de consertos que eu sempre vou. Havia uma profissional nova e ela veio me atender. Claro que eu me senti inseguro! Minha calça é especial, precisava saber se ela ia fazer tudo como eu gosto.

Bom, as pessoas são assim. Elas querem saber quem vai cuidar de seus assuntos. Especialmente se a empresa é iniciante! Então é melhor você ressaltar a experiência dos seus profissionais. Fale um pouco sobre o currículo deles e boas experiências e conquistas.

Contato: como sua empresa pode ser encontrada?

O básico, não? Melhor não esquecer. Não deixe de informar como encontrar a sua empresa. Coloque isso em destaque, informando qual é seu endereço, e-mail, telefone e site, se tiver um.

Objetividade: que tal focar somente no principal?

Sua apresentação precisa ser didática, visual e não pode levar muito tempo. Dez minutos é mais que suficiente para falar sem deixar seu interlocutor entediado nem disperso.

Não esqueça do que falei: seja sucinto! Basta informar o que for relevante e não precisa utilizar termos técnicos demais. Seu público precisa pegar a ideia sem dificuldades.

Diferencial: o que você tem de especial?

Você quer mostrar o que faz de diferente? Não vejo nenhuma objeção. Nada impede que você compare seus serviços com o do seu concorrente. Mostre que você conhece o mercado e sabe das vantagens e dos diferenciais do seu produto.

Só tenha o cuidado de não parecer leviano nem desleal. Foque mais em exaltar as suas vantagens que em desqualificar seu concorrente. E se você tiver algum ponto fraco, principalmente caso o seu público já saiba disso, nem pense em ocultar! É bem melhor ressaltar as formas como ele pode ser superado.

Melhor ser sempre verdadeiro e honesto com seu interlocutor. Aponte metas e previsões, mas não seja otimista em excesso para não soar como um enganador diante do seu público.

Visual: como preparar a apresentação?

Grande parte das apresentações presenciais usam slides como base. Eu mesmo faço isso! Eles realmente ajudam, mas não se pode esquecer que são somente um suporte. Nada de ficar lendo o que está escrito: seu público sabe ler.

Falando mesmo a verdade, você nem precisa usar tantas palavras. Não mesmo, quando se tem recursos visuais muito bons como ilustrações, gráficos e imagens. Eles são muito mais atrativos e eficazes em passar o recado.

Você também não pode passar a impressão de que a mesma apresentação é utilizada em toda e qualquer situação. Se parecer genérico demais, seu público pode pensar: “Eu não sou especial? Não mereço algo personalizado?” Faça com que ele tenha a sensação de que o material foi feito exclusivamente para ele.

Siga meu exemplo: monte um roteiro, prepare uma história para ser contada durante a apresentação. Uma bem envolvente, com princípio, meio e fim, e com uma boa dose de emoção.

Lembre-se de que o apresentador é o verdadeiro protagonista e precisa ter a história toda na cabeça. O material? Ele vai ser apenas um complemento para prender a atenção do público, facilitar o entendimento e fixar suas informações.

Diálogo: como pequenas empresas se comunicam?

Sabe quando a comunicação é mais interessante? Quando um dos lados não monopoliza o discurso. A conversa pode ter mão dupla e o público, com certeza, vai ter perguntas a fazer. E isso é bom! Encoraje e dê espaço para que as dúvidas sejam apresentadas e possam ser sanadas da melhor maneira, para que tudo fique o mais claro possível.

Se achar melhor, o apresentador pode avisar, ainda no início, que as possíveis dúvidas ficaram para o final, com um tempo reservado especificamente para isso.

Sabe aquele discurso vendedor, que parece muito um anúncio? Passe longe! A experiência tem me dito que o apresentador educado, polido, com naturalidade conquista muito mais que um vendedor insistente.

Eu espero, de verdade, que com essas dicas tenha ficado mais fácil apresentar seu negócio e atrair a atenção do seu público. Pequenas empresas precisam se comunicar o máximo e melhor possível para aumentar cada vez mais o sucesso de seu negócio. Depois de tudo que você aprendeu hoje, eu sugiro que dê uma olhada num artigo em que falo em que redes sociais você pode investir, de acordo com seu negócio. É bem interessante e vai ajudar sua empresa a destacar!

Clico

O Guia empreendedor é o ecossistema de empreendedorismo que tem como principal proposta ajudar os empreendedores a darem o próximo passo na criação de um negócio de sucesso. Ajudamos nas resoluções dos problemas rotineiros que todo empreendedor tem na gestão do seu negócio através de Conhecimento, Networking e Tecnologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Aprenda mais recebendo em primeira mão conteúdos que vão te ajudar a empreender usando os melhores padrões do mercado. Receba no seu e-mail o que você precisa saber para Planejar, Abrir, Gerenciar e Crescer!