Saiba por que é um erro misturar conta jurídica com pessoal

Saiba por que é um erro misturar conta jurídica com pessoal

Ser empreendedor não é uma tarefa fácil, não é? Sei bem disso! Eu e vários amigos temos nossos próprios negócios e muitos deles também têm dificuldades de se organizar. Mas esse é um ponto fundamental para o sucesso da empresa! Por isso, nesse post, vou tratar de um assunto importante: como lidar com a conta jurídica.

Uma das principais dificuldades dos meus amigos, e que já foi a minha também, é organizar as contas do negócio. Para começar esse processo, você deve entender que em hipótese alguma você deve misturar sua conta jurídica com a pessoal. Isso pode gerar um problema bem grave!

E esse é o assunto da nossa conversa de hoje. Vou deixar algumas dicas para que as finanças, do seu negócio e pessoais, estejam no lugar. Veja só!

Não perca o controle financeiro da empresa

Essa é a principal consequência da mistura das contas jurídicas e pessoais: a perda total (e às vezes, fatal) da vida financeira do seu negócio. Já vi vários amigos cometendo esse erro em ações bem simples, que podem passar despercebidas.

Um exemplo: você está na data limite para fazer as compras do mês ou pagar a escola das crianças. Sem tempo, você acaba utilizando o dinheiro da empresa para não deixar a conta vencer.

Se essa prática se torna recorrente, você pode perder o controle e não conseguir mais visualizar se seu negócio está dando os lucros necessários. Pensando dessa forma, muitos amigos meus fizeram empréstimos que não eram necessários só porque não conseguiam enxergar o quanto a empresa estava arrecadando.

Então você me pergunta: como evitar isso?

Tenha cuidado conta jurídica

Não deposite, de forma alguma, seu dinheiro pessoal em sua conta jurídica. Isso pode dificultar a leitura da situação financeira da sua empresa e impedir que você entenda a real situação do seu negócio.

Além disso, as contas jurídicas têm condições especiais que podem garantir melhores taxas e facilidades.

Defina o dia para sua retirada pessoal

Esse é outro ponto muito importante. Faça suas retiradas pessoais sempre no mesmo dia — como um salário, mesmo. Dessa forma, você conseguirá elaborar um planejamento detalhado desse pró-labore.

Desde que comecei a estipular uma data, consigo prever e planejar minha retirada naquele dia, todo mês. Isso acabou se tornando mais uma despesa fixa da minha empresa.

Saiba o valor da sua retirada

É importante que você defina qual o valor mensal do seu pró-labore. Assim, você já saberá como essa retirada vai impactar as contas da empresa.

É claro que, com o desenvolvimento do seu negócio, esse valor pode mudar. Mas , sendo um valor definindo, você terá uma visão mais real da saúde financeira da empresa.

Use a tecnologia a seu favor

A chave para o sucesso do controle financeiro de uma empresa é a informação — saber quanto está lucrando, e como o dinheiro entra e sai. Fazer isso manualmente é possível, mas leva tempo, além de existir maior possibilidade de erro.

Portanto, contar com um software que te ajude a realizar esse controle é um investimento que te dará informações mais precisas e uma boa visão geral do seu negócio.

Viu só? Separar a conta jurídica da pessoal é extremamente importante para que seu negócio dê cada vez mais lucros. Espero que eu tenha te ajudado! E, se quiser mais dicas, curta nossa página no Facebook!

Mateus Pinto
Mateus Pinto

Publicitário com 20 anos de experiência. Mateus é diretor de arte da Globalweb corp e Co-fundador da agência de Marketing Digital Neoside.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Aprenda mais recebendo em primeira mão conteúdos que vão te ajudar a empreender usando os melhores padrões do mercado. Receba no seu e-mail o que você precisa saber para Planejar, Abrir, Gerenciar e Crescer!