Finanças e Tributos

O novo Supersimples: o que o dono de pequeno negócio deve saber

 

Além de prazo de abertura de empresas ser reduzido de 100 para 5 dias, 142 atividades profissionais terão benefícios

Li uma notícia na internet que me deixou extremamente satisfeito! A presidente Dilma Rousseff sancionou a atualização da Lei Geral de Micro e Pequena Empresa, que ficou conhecida como o novo Supersimples. Com isso, abrir e fechar empresas ficará muito mais fácil.

A intenção de flexibilizar os processos foi anunciada em julho deste ano (relembre no post “Abra a sua empresa: o prazo irá diminuir de 100 para 5 dias”). Separei aqui as principais informações sobre o tema:

  • Abertura de empresa, que hoje leva cerca de 107 dias, poderá ser realizada em apenas 5, graças à unificação dos dados da companhia em apenas um registro. Pelo mesmo motivo, o fechamento também será mais fácil.
  • Nova lei beneficia 450 mil empresas com faturamento anual de até R$ 3,6 milhões.
  • Novo critério de adesão ao Supersimples será de faturamento, e não mais de atividade exercida. No passado, por exemplo, prestadores de serviço de natureza intelectual não estavam inseridos no sistema, o que excluía jornalistas, médicos, advogados, entre outros, do regime. Com a flexibilização, 142 atividades poderão fazer parte do Simples.
  • Em 90 dias, será apresentado um estudo que irá rever as tabelas de imposto do Simples. Este material gerará um novo projeto de lei, que será encaminhado ao Congresso.

E então, pessoal, o que vocês acharam desta notícia? A novidade vai beneficiar muitos empreendedores. As principais perguntas e respostas sobre o Supersimples podem ser vistas aqui, no site do Sebrae. Você está nesta lista? Conte pra gente!

 

Tem uma pergunta? o #ClicoResponde

Deixe uma resposta

Você pode gostar